Info

VI Festival de Guitarra de Braga com "cartaz de excelência" e em "fase de maturidade"

| Norte
Porto Canal com Lusa

Braga, 07 fev (Lusa) - O sexto Festival de Guitarra de Braga apresenta-se ao público "já numa fase de maturidade", com um "cartaz de excelência", marcado pela "diversidade" dos oito concertos, atividades paralelas e ainda um concurso.

Apresentado esta tarde, o VI Festival de Guitarra decorre de 15 de fevereiro a 10 de março, e vai percorrer várias salas das cidades, desde a Capela da Imaculada e a Capela de Nossa Senhora de Guadalupe, até aos museus dos Biscainhos e D. Diogo de Sousa, tendo em 2018 um orçamento que ronda os 25 mil euros.

"Já é um festival com grande diversidade, oito concertos este ano. Este é um excelente festival pelos nomes, pela diversidade, pela consistência, mas também pelo conjunto de atividades paralelas", destacou o diretor artístico do evento, Vitor Gandarela.

Para a autarquia, pela voz da vereadora da Cultura, Lídia Dias, o Festival de Guitarra de Braga assume-se já como um dos eventos de referência da cidade: "Começou há seis anos, de forma muito ponderada, sempre, com um orçamento pensado para um festival que encontrasse o seu caminho e espaço e nesta sexta edição temos a certeza de que temos um festival consolidado. No tempo e junto da comunidade", salientou.

Lídia Dias destacou ainda a "fase de maturidade do projeto", considerando que nesta sexta edição o festival apresenta "um cartaz de excelência, que percorre um bocadinho das salas mais ou menos convencionais da cidade".

Além dos concertos e das atividades paralelas, o certame destaca-se pela promoção do 1.º Concurso Nacional de Guitarra Clássica de Braga.

"Apesar da existência em Portugal de vários concursos de Guitarra, a criação deste concurso reveste-se de sentido dada a dimensão da cidade. A tradição dos instrumentos de corda em Braga, o elevado número de praticantes deste instrumento bem como a grande diversidade de estabelecimentos dedicados ao ensino deste instrumento", justifica a organização.

Realizado bienalmente, em alternância com o Concurso Internacional de Música de Câmara cm Guitarra, aquele galardão "tem elementos diferenciadores" com a "obrigatoriedade dos participantes interpretarem uma obra portuguesa inédita, resultante da encomenda feita pelo festival a compositores portugueses".

Organizado pelo Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, em parceria com a autarquia, o evento apresentará em Braga nomes como Xavier Díaz-Latorre (16 fevereiro), Jeremy Jouve (17 de fevereiro), Pedro Caldeira Cabral - Trio (23 de fevereiro), Arsis Duo (24 de fevereiro), Bruskeres Duo (01 de março), Gomziakov/Barceló - Duo (02 de março), Pavel Steidl (07 de março), Barrios Quartet (07 março), que compõem um "cartaz de excelência", a que se juntam ações de formação, palestras e conferências.

O programa completo pode ser consultado em www.festivalguitarrabraga.pt.

JYCR // MAG

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Falta de funcionários leva alunos de escola de Canelas a fazer limpezas e vigilância

A falta de funcionários na Escola Básica e Secundária de Canelas levou os alunos a ajudar a fazer limpezas e vigilância do espaço. As queixas arrastam-se há várias semanas e são comuns a muitas escolas do país, o que levou o Governo a anunciar um reforço.

Enfermeiro do Hospital de São João faz greve de fome como forma de protesto

Depois do presidente do Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal, há outro enfermeiro que esta sexta-feira vai começar uma greve de fome para exigir uma mudança de atitude do Governo. O enfermeiro do Hospital de São João, no Porto, vai ainda participar no protesto em frente à Assembleia da República, em Lisboa.

Homem agredido e sequestrado durante assalto à sua residência em Famalicão

Um homem de 27 anos foi agredido e sequestrado na última noite durante um assalto à mão armada à casa onde reside em Oliveira S. Mateus, em Famalicão, disse esta quinta-feira fonte da GNR.

Atualizado 22-02-2019 13:51

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.