Info

Sindicato vai processar ministros das Finanças e do Ensino Superior por incumprimento de norma

Sindicato vai processar ministros das Finanças e do Ensino Superior por incumprimento de norma
| País
Porto Canal com Lusa

O Sindicato Nacional do Ensino Superior (SNESup) vai processar os ministros das Finanças e do Ensino Superior por incumprimento da norma que obriga à publicação anual conjunta de um despacho que estabelece o valor para aumentos salariais.

"Nós vamos avançar com uma ação judicial contra o ministro das Finanças e o ministro do Ensino Superior por incumprimento da lei. Os estatutos da carreira docente preveem que o ministro das Finanças e o ministro do Ensino Superior façam um despacho conjunto a dizer qual a verba disponível para os aumentos", disse à Lusa o presidente do SNESup, Gonçalo Leite Velho.

A ação judicial é hoje anunciada também no parlamento, onde o sindicato será ouvido pela comissão de Educação e Ciência a propósito das progressões na carreira docente do ensino superior e daquilo que consideram ser a falta de clareza nos critérios de progressão, que estão a levar a situações díspares, por vezes dentro de uma mesma instituição, com diferenças entre faculdades de uma mesma universidade, ou entre escolas de um mesmo politécnico.

Em causa está o facto de em algumas instituições ter sido possível aplicar o sistema de pontos que permite progressões quando acumulados 10 pontos -- e que é o critério usado na generalidade da administração pública -- e noutras -- a maioria -- apenas tenha sido possível progredir mediante a obtenção em seis anos consecutivos da menção qualitativa 'Excelente', bastando um ano de interrupção com uma nota inferior, (mesmo que seja 'Muito Bom'), para inviabilizar qualquer avanço na carreira.

O sindicato quer que o sistema de pontos possa ser aplicado a todos os professores do ensino superior, considerando que seria a solução mais justa para as disparidades que existem atualmente.

O presidente do SNESup entende que esse despacho conjunto, que o sindicato diz estar em falta nos últimos dois anos, ajudaria também a resolver a questão das progressões, podendo ser ele próprio um instrumento de clarificação.

A ação judicial está ainda a ser preparada e deverá ser entregue nos tribunais "em breve", adiantou Gonçalo Velho.

+ notícias: País

Adiadas 5.031 cirurgias até 19 de fevereiro devido à greve dos enfermeiros

A greve dos enfermeiros em blocos operatórios que decorre desde 31 de janeiro levou ao adiamento de 5.031 cirurgias até ao dia 19 de fevereiro nos dez hospitais abrangidos pela paralisação, segundo um balanço do Ministério da Saúde.

Sindicatos da Função Pública querem Estado em tribunal

Os sindicatos da Função Pública ameaçam avançar para os tribunais e para os provedores de justiça, nacionais e europeus para contestar a nova tabela remuneratória do Estado. O Presidente da República promulgou o vencimento mínimo de 635 euros, mas os trabalhadores abrangidos perdem pontos na progressão da carreira.

Camião desgovernado destrói fachada de habitação em Santa Maria da Feira

Um camião ficou sem travões e destruiu a fachada de uma habitação, na tarde desta quinta-feira, na freguesia de Arrifana, em Santa Maria da Feira, sem causar feridos, apurou o Porto Canal no local.

Atualizado 22-02-2019 13:49

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.