Info

Gaia vai implementar Plano Municipal de Arborização no valor de 2ME

| Política
Porto Canal com Lusa

Vila Nova de Gaia, Porto, 23 jan (Lusa) - A câmara de Vila Nova de Gaia arranca em fevereiro com convites a várias entidades com vista ao desenvolvimento de um Plano Municipal de Arborização, indicou hoje o presidente da autarquia sobre um investimento de dois milhões de euros.

Em resposta à agência Lusa, o presidente da câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, apontou que depois de no próximo mês serem enviados convites a várias entidades, conta que o estudo esteja pronto em cerca de três meses, logo para arrancar no verão.

Em causa um plano ambiental de arborização em espaços públicos e zonas de lazer, sendo que a câmara de Gaia estima gastar cerca de 75 mil euros com o estudo, enquanto a intervenção municipal ultrapassará os dois milhões de euros.

De acordo com informação camarária, prevê-se que o projeto se execute em quatro fases, todas durante o presente mandato.

O Plano Municipal de Arborização integra o eixo "Proteger" apresentado na segunda-feira quando esta autarquia do distrito do Porto avançou que no primeiro semestre deste ano vai lançar projetos no valor de 54 milhões de euros graças a uma revisão orçamental que foi aprovada em reunião de câmara pela maioria PS e com a abstenção do PSD.

Além deste plano, que inclui componente arbórea e obra em espaço público, o eixo inclui verbas para outros projetos como a requalificação integral, com criação de uma zona específica para passeio de animais de companhia, do Jardim Soares dos Reis, no valor de 400 mil euros.

Já no Monte Murado a câmara de Gaia pretende investir 200 mil euros na segunda fase de requalificação dos passeios e acesso principal ao santuário da Senhora da Saúde.

A construção do Parque Ambiental e de Lazer de São Paio, uma obra já anunciada pela autarquia de Gaia, também consta deste pacote de projetos e tem o custo de 900 mil euros.

Eduardo Vítor Rodrigues confirmou, ainda, que a segunda fase de construção da Plataforma de Acolhimento e Tratamento Animal (PATA), no valo de um milhão de euros, vai avançar com esta revisão orçamental.

O projeto diz respeito a um centro animal com política de adoção e sem política de abate que já está a ser construído junto ao Parque Biológico.

O "Proteger" também inclui o programa de instalação de moloques, no valor de 350 mil euros, bem como, entre outros projetos, a compra de uma autoescada no valor de 700 mil.

"A última autoescada comprada em Gaia foi há 21 anos", contou o autarca socialista, acrescentando que a plataforma elevatória terá 42 metros e servirá a Companhia de Bombeiros Sapadores do concelho.

PYT // MSP

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Só 17% dos portugueses diz ser "extremamente provável" ir votar nas eleições Europeias

Apenas 17% dos portugueses considera ser extremamente provável ir às urnas nas próximas eleições europeias, a terceira percentagem mais baixa na União Europeia (UE), revela o Eurobarómetro publicado hoje pelo Parlamento Europeu (PE).

Presidente da Câmara da Maia mostra-se tranquilo e diz que confia na Justiça

O autarca da Câmara Municipal da Maia diz estar tranquilo com a ação interposta pela oposição e que culminou com a perda de mandato. António Silva Tiago mantem-se em funções até que seja decidido o recurso.

Presidente da República considera "irrealista" qualquer reforma do SNS que "feche totalmente" a porta aos privados

O Presidente da República considera que qualquer proposta de reforma da Lei de Bases da Saúde que feche totalmente a hipótese da sua gestão por privados "é uma lei irrealista", mas a proposta do Governo "abre essa hipótese".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.