Info

FC Porto B vence Guimarães B por 1-0

| FC Porto
Porto Canal com fcporto.pt

O FC Porto B venceu este domingo o Vitória de Guimarães B (1-0), em Pedroso, na 17.ª jornada da Ledman Liga Pro. A equipa de Rui Barros termina a primeira volta na metade superior da tabela classificativa, no oitavo lugar, após uma belíssima recuperação: foi o sexto jogo consecutivo a pontuar para os Dragões, com cinco vitórias e um empate.

Madi Queta saiu do banco de suplentes com uma hora de jogo para desatar o nó. A caminho do final do encontro, o jovem internacional português surgiu na esquerda, recebeu a bola, dominou para dentro e garantiu o triunfo com um remate fortíssimo, de fora da área, a meia altura (81m).

A equipa portista surgiu em Pedroso com duas alterações no onze e uma variante no seu jogo. Luizão e Gleison ocuparam os lugares de Bruno Costa e Marius. Na sequência da lesão do avançado do Chade, que pertence ao plantel principal, Rui Barros apresentou uma estrutura sem referência na frente. Romário Baró teve liberdade para aproximar-se da dupla formada por João Mário e Gleison.

Perante um Vitória de Guimarães B com três unidades no eixo da defesa, os Dragões sentiram algumas dificuldades para criar lances de perigo e acabaram por apostar em remates de meia distância. Na segunda parte, a equipa visitante arriscou mais um pouco mas viria a sofrer ao cair do pano.

O FC Porto B apostou claramente no triunfo, com as entradas de Madi Queta e Santiago Irala ao minuto 60. João Correira foi o elemento mais perigoso do Vitória, desperdiçando três oportunidades para marcar (67m, 87m e 90m+1). Pelo meio, foi Madi Queta a descobrir o caminho para a felicidade, com um golaço. Num jogo globalmente equilibrado, embora com mais posse de bola e mais remates para o FC Porto B, a inspiração do extremo de 20 anos fez a diferença.

FICHA DE JOGO

FC PORTO B-V. GUIMARÃES B, 1-0
Ledman LigaPro, 17.ª jornada
13 de janeiro de 2019
Estádio de Pedroso, em Vila Nova de Gaia

Árbitro: Pedro Ramalho
Assistentes: Pedro Sancho e Luís Diogo
Quarto árbitro: André Castro

FC PORTO B: Diogo Costa, Musa Yahaya, Diogo Queirós, Diogo Leite, Oleg Reabciuk, Rui Pires, Kelechi, Luizão, Romário Baró, João Mário e Gleison
Substituições: Kelechi por Santiago Irala (60m), João Mário por Madi Queta (60m), Gleison por Rui Costa (76m)
Não utilizados: Mouhamed Mbaye, Diego Landis, João Lameira e Moreto Cassamá
Treinador: Rui Barros

V. GUIMARÃES B: Dani Figueira, Romain Correia, Tapsoba, Phete, Suahele, João Correia, Al Musrati, Reisinho, Tiago Castro, Aziz e Outtara
Substituições: Reisinho por Biai (45m), Tiago Castro por Justino (82m), Phete por Pedro Raúl (87m)
Não utilizados: Tiago Martins, Rosier, Dénis e Maga
Treinador: Alex Costa

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: Madi Queta (81m)

Disciplina: Cartão amarelo para Reisinho (22m), Kelechi (36m), Rui Pires (42m), Tiago Castro (78m), Madi Queta (82m)

+ notícias: FC Porto

Samuel Caldeira foi o melhor portista na terceira etapa da Volta à Turquia

Samuel Caldeira foi o melhor ciclista da W52-FC Porto na 3.ª etapa da Volta à Turquia, realizada esta quinta-feira, entre Çanakkale e Edremit, terminando na 19.ª posição. O algarvio cumpriu os 122,6 quilómetros em 2h50m12s, o mesmo tempo que o vencedor da etapa, Fabio Jakobsen (Deceuninck – Quick-Step), numa chegada ao sprint.

"Vamos entrar com tudo para o resto da segunda fase"

Depois de vencer o Benfica fora de portas (79-84), na 5.ª jornada da 2ª fase da Liga Portuguesa de Basquetebol, o FC Porto enfrenta nova deslocação, desta vez aos Açores, para defrontar o Lusitânia.

Herrera: "Acho que foi um resultado injusto, não merecíamos perder em casa desta maneira"

"Sofremos bastante nas transições, deixamos muitos espaços e fomos mais desorganizados, o que é normal porque estávamos a tentar recuperar de um resultado praticamente impossível e tentar deixar uma boa imagem. A verdade é que a nível pessoal termino tranquilo, estou muito orgulhoso em pertencer a esta equipa e a esta instituição e agora é pensar no campeonato e na final da taça que aí vem. Acho que foi um resultado injusto, não merecíamos perder em casa desta maneira, mas foi assim e agora não há nada a fazer. Fizemos um jogo impressionante, muito agressivo. Penso que se tivéssemos marcado um golo antes deles o jogo tinha tido outro rumo. Se entrarmos assim com esta mentalidade no campeonato estou convencido de que vamos ser felizes no final. Os adeptos têm sido incríveis, o apoio que nos dão em cada jogo é espetacular e nós temos de absorver esta energia positiva que eles nos dão e ser mais fortes".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.