Info

Óbito/Oliveira Dias: Marcelo recorda "um dos pais fundadores" da democracia

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 14 jan (Lusa) -- O Presidente da República recordou hoje Oliveira Dias, ex-deputado do CDS que hoje morreu aos 88 anos, como uma "personalidade discreta e de sólidos valores morais" e "um dos pais fundadores do nosso regime democrático".

Numa mensagem publicada no 'site' da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que Oliveira Dias, antigo presidente do parlamento, "manteve-se ao longo da vida fiel aos princípios que marcaram toda a sua trajetória biográfica, feita na defesa da liberdade, da democracia e da dignidade da pessoa humana".

No texto, Marcelo transmite os pêsames à família, "em testemunho do profundo apreço do Presidente da República -- e do amigo -- por um dos pais fundadores do nosso regime democrático".

Médico de profissão e presidente da Assembleia da República entre outubro de 1981 e novembro de 1982, Francisco de Oliveira Dias faleceu aos 88 anos e o parlamento colocou a sua bandeira a meia haste.

Marcelo Rebelo de Sousa salientou o percurso de deputado à Assembleia Constituinte, onde o conheceu e fez "uma sólida amizade de muitas décadas" e "conquistou o respeito dos seus pares pela sua verticalidade de caráter e pelo seu profundo sentido de serviço público".

"Eleito sucessivamente deputado à Assembleia da República, distinguiu-se como seu presidente, onde granjeou justamente a admiração de todas as forças políticas pela forma rigorosa, imparcial e isenta como exerceu aquele cargo", lê-se ainda no texto publicado na página da Presidência na Internet.

O corpo de Francisco de Oliveira Dias chegará hoje, pelas 17:00, à Capela Mortuária da Igreja de Nossa Senhora do Amparo, em Benfica. A missa de corpo presente realiza-se na terça-feira, pelas 10:00, seguindo o funeral para o Cemitério de Benfica.

NS (PMF) // ZO

Lusa/fim

+ notícias: Política

Costa afirma que há condições políticas à esquerda para aprovar lei de bases da saúde

O primeiro-ministro considerou hoje que há condições políticas entre as forças da maioria parlamentar de esquerda para aprovar uma nova lei de bases da saúde, clarificando de vez as relações entre os setores público, social e privado.

PGR alerta para "inevitável turbulência" provocada por novo estatuto do MP

A procuradora-geral da República alertou esta terça-feira para a "inevitável turbulência" provocada pelas alterações decorrentes da reforma do Estatuto do Ministério Público, que colocam desafios numa magistratura com falta de meios humanos.

Governo prevê investimento superior a 36ME em projetos florestais

O Governo prevê um investimento total de mais de 36 milhões de euros em projetos para a gestão de combustível florestal, inclusive na recuperação das áreas afetadas pelo furacão Leslie, segundo um diploma publicado esta segunda-feira em Diário da República.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.