Info

Câmara de Lisboa abrigou mais de 400 pessoas sem-abrigo devido ao frio

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 14 jan (Lusa) - A Câmara Municipal de Lisboa informou hoje que foram recebidas 451 pessoas e servidas 886 refeições durante a fase amarela do plano de contingência para proteger as pessoas em situação de sem-abrigo, ativada entre quarta-feira e domingo.

Numa nota enviada às redações, o município informa que, além das 451 pessoas, foram recebidos 10 animais de companhia em situação de sem-abrigo.

O comunicado acrescenta que "foram servidas um total de 886 refeições", das quais "670 refeições ligeiras" e "683 bebidas como chá, café, leite, sumos e água".

"O dispositivo contou com quatro carrinhas para transporte de pessoas, com motorista e técnicos sociais das várias instituições parceiras da Câmara Municipal", pode ler-se na mesma nota.

A autarquia lisboeta, liderada pelo socialista Fernando Medina, destaca que, a partir do Pavilhão Casal Vistoso, "houve 150 encaminhamentos para pernoita para cinco centros de acolhimento e um pavilhão" e "foram referenciadas e tratadas 32 pessoas com problemas de saúde, sendo que três delas tiveram encaminhamento hospitalar".

Assim, "o dispositivo do Pavilhão do Casal Vistoso voltará a ser ativado caso se voltem a verificar as temperaturas mínimas dos últimos dias", sublinha a câmara municipal.

O plano está neste momento na fase azul, "em que à monitorização da Proteção Civil se acrescenta um reforço das equipas técnicas de rua para a distribuição de agasalhos e bebidas quentes".

A fase amarela do plano de contingência da Câmara de Lisboa para proteger as pessoas em situação de sem-abrigo do frio foi ativada na quarta-feira às 17:00, disse na terça-feira à Lusa o vereador dos Direitos Sociais, Manuel Grilo (BE - partido que tem um acordo de governação do concelho com o PS).

No mesmo dia, o autarca informou que o Pavilhão Municipal Casal Vistoso iria ficar aberto para que as pessoas pudessem "aceder a refeições quentes, dormir com temperatura adequada e também roupa quente", bem como as estações de metro do Oriente, Saldanha, Intendente, Rossio e Santa Apolónia durante o período noturno, até que a fase amarela fosse desativada.

Já na quarta-feira, a Junta de Freguesia da Estrela anunciou que o pavilhão desportivo da Lapa também se encontrava disponível para acolher pessoas em situação de sem-abrigo.

TYS (FYM) // MCL

Lusa/Fim

+ notícias: País

Cancro digestivo mata um português por hora

O cancro digestivo mata uma pessoa por hora em Portugal, uma doença que tem vindo a aumentar nos últimos anos, representando um “grave problema” de saúde pública, alertou hoje a Sociedade Portuguesa de Gastroenterologia (SPG).

'Bodyboarder' aparece são e salvo, autoridades recolhem dados para entregar ao MP

O praticante de 'bodyboard' que estava dado como desaparecido há 10 dias na Costa da Caparica apareceu e está junto da família, disse esta quarta-feira à Lusa fonte da Autoridade Marítima Nacional.

Jovem de 19 anos morre em colisão no IC2

Uma jovem de 19 anos morreu num acidente entre dois automoveis no IC2, em São João da Madeira. A via esteve cortada durante mais de três horas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.