Info

Julian Castro lança candidatura às presidenciais de 2020 nos EUA

| Mundo
Porto Canal com Lusa

San António, Estados Unidos, 12 jan (Lusa) - Julian Castro, que foi secretário da Habitação do ex-presidente Barack Obama, anunciou hoje no Texas a sua candidatura às presidenciais norte-americanas de 2020.

"Sou candidato a Presidente dos Estados Unidos", declarou Castro, de 44 anos, perante centenas de apoiantes concentrados em San Antonio, a sua cidade de origem.

O anúncio da candidatura, com o slogan "Uma nação, um destino", ocorre numa altura em que o atual Presidente dos Estados Unidos faz da imigração um tema quente, com parte da administração federal paralisada (em "shutdown") enquanto Donald Trump exige do Congresso 5,7 mil milhões de dólares para construir um muro na fronteira com o México.

Neto de uma imigrante mexicana, Castro abordou o assunto afirmando: "Dizemos não à construção do muro e sim à construção de comunidades".

Outras figuras de maior peso podem também lançar-se nesta corrida eleitoral como é o caso dos senadores Elizabeth Warren, Bernie Sanders e Kamala Harris, do antigo vice-presidente Joe Biden ou do milionário Michael Bloomberg.

Na sexta-feira, a democrata Tulsi Gabbard, de 37 anos, eleita pelo Hawai para a Câmara dos Representantes, também anunciou que está na corrida.

Julian Castro tornou-se o terceiro candidato presidencial latino de maior envergadura em quatro anos, depois dos senadores republicanos Ted Cruz e Marco Rubio, que disputaram a nomeação republicana com Trump em 2016.

Castro alcançou maior notoriedade nacional em 2012, quando discursou na convenção nacional democrata e quatro anos mais tarde chegou a ser um dos nomes apontados como prováveis candidatos à vice-presidência ao lado de Hillary Clinton.

Muito crítico de Trump, Castro afirmou que hoje provavelmente não estaria no México se a atual política migratória estivesse em vigor quando a avó atravessou, ainda criança, a fronteira com o México, em 1922.

EO // PJA

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Brexit: União Europeia e Reino Unido alcançam acordo para a saída

A União Europeia e o Reino Unido alcançaram hoje um acordo para a saída do país do bloco comunitário após longas negociações, anunciaram hoje na rede social Twitter o presidente da Comissão Europeia e o primeiro-ministro britânico.

Síria: Turquia termina ofensiva após retirada dos curdos

Ancara, 17 out 2019 (Lusa) -- O vice-Presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, anunciou hoje em Ancara que a Turquia concordou suspender a sua ofensiva no nordeste da Síria, que terminará quando as forças curdas retirarem da região.

Moçambique: Mogherini sublinha que quaisquer disputas devem ser resolvidas em sede própria

Bruxelas, 17 out 2019 (Lusa) -- A chefe de diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini, afirmou hoje que o processo eleitoral em Moçambique "é um verdadeiro teste" às instituições e atores políticos e disse esperar que quaisquer disputas pós-eleitorais sejam resolvidas em sede própria.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.