Info

Síria: Pompeo "otimista" quanto à possibilidade de proteção de curdos e turcos

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Abu Dhabi, 12 jan (Lusa) - Os Estados Unidos indicaram hoje que estão "otimistas" quanto à possibilidade de os curdos sírios ficarem protegidos apesar da retirada norte-americana da Síria, mas também reconhecem aos turcos "o direito a defenderem o país de terroristas".

"Estamos confiantes quanto à possibilidade de chegar a este duplo objetivo", disse aos jornalistas o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, que está a efetuar uma visita ao Médio Oriente e esteve hoje em contacto telefónico com o seu homólogo turco, Mevlut Cavusoglu.

Quando foi anunciada em dezembro a retirada dos militares norte-americanos destacados na Síria para combater o grupo extremista Estado Islâmico foi saudada pela Turquia, mas fragilizou a situação dos combatentes curdos que lutaram ao lado dos Estados Unidos contra o grupo 'jihadista'.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, tem ameaçado lançar uma ofensiva militar no norte da Síria contra os referidos combatentes, membros de uma milícia que a Turquia considera "terrorista".

Mike Pompeo disse querer assegurar que "os turcos não massacram os curdos" e Washington condiciona a sua retirada da Síria à proteção dos curdos, o que desagrada a Ancara, que teme as ambições separatistas curdas.

"Reconhecemos aos turcos e ao presidente Erdogan o direito de defenderem o seu país de terroristas", disse Pompeo, em Abu Dhabi. "Sabemos também que os que se bateram ao nosso lado durante todo este tempo merecem igualmente ser protegidos", acrescentou.

"Ainda há muitos detalhes por resolver, mas estou otimista quanto à possibilidade de chegar a um bom resultado: proteger os turcos de ameaças terroristas e evitar riscos para os homens que não representam uma ameaça terrorista para a Turquia", continuou.

EO // PJA

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Coletes amarelos: Milhares manifestam-se em França pelo décimo sábado consecutivo

Milhares de "coletes amarelos" manifestaram-se, pelo décimo sábado consecutivo, em toda a França, apesar do "grande debate" nacional iniciado pelo Presidente Emmanuel Macron, visando apaziguar o descontentamento popular que dura há dois meses.

Pelo menos 20 mortos em incêndio de oleoduto no México

Pelo menos 20 pessoas morreram e 54 ficaram feridas na sequência de um incêndio de grandes dimensões num oleoduto no centro do México, anunciaram na sexta-feira as autoridades mexicanas.

Parlamento britânico chumba moção de censura ao Governo conservador de May

O Parlamento britânico rejeitou hoje uma moção de censura ao Governo conservador da primeira-ministra Theresa May, com 325 votos contra e 306 a favor.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.