Info

Pinto Balsemão critica "conteúdo patético" de polémica dentro do PSD

| Política
Porto Canal com Lusa

Praia, 12 jan (Lusa) -- O ex-primeiro-ministro português Francisco Pinto Balsemão considerou hoje que os últimos acontecimentos no PSD tiveram "um conteúdo um pouco melodramático, ou patético" e com um timing que não foi oportuno.

À margem da II Ronda da Conferência "Democracia e Governança: Um Futuro a Construir", promovida pela Fundação José Maria Neves para a Governança e que decorre na cidade da Praia, em Cabo Verde, Francisco Pinto Balsemão não se quis alongar em comentários sobre a situação interna do partido de que é militante e ajudou a fundar, mas disse que não lhe pareceu oportuno o anúncio de candidatura de Luís Montenegro.

"Eu aqui em Cabo Verde, à distância, só quero dizer que não me pareceu oportuno, quanto ao timing, e que me pareceu um conteúdo um pouco melodramático, ou patético", afirmou.

O antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro anunciou sexta-feira que está disponível para ser "de imediato" candidato à liderança do partido, desafiando o líder, Rui Rio, a marcar eleições diretas já e a apresentar a sua própria candidatura.

Numa declaração sem direito a perguntas no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, Montenegro disse não se resignar a "um PSD pequeno, perdedor, irrelevante, sem importância política e relevância estratégica".

Rui Rio disse que vai responder a Luís Montenegro, mas com "calma e na devida altura".

"Eu vou responder, naturalmente, não vou fazer de conta que nada está a acontecer, seria uma grande hipocrisia. Agora eu fui corredor de cem metros, mas quando tinha 20 anos de idade, agora é mais meio fundo e fundo, portanto, com calma e na devida altura".

SMM (SMA/VSYM) // PJA

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Governo identifica quase duas centenas de pedreiras em situação crítica

O Governo identificou em 13% das pedreiras que dependem do Estado central, ou seja, 191 casos, "situações críticas", de acordo com o primeiro levantamento exaustivo das maiores pedreiras existentes em Portugal continental, a que o Expresso teve acesso.

Assunção Cristas lamenta desinteresse de Costa por setor da saúde "em rutura"

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, lamentou este sábado e o desinteresse do chefe do Governo pelo setor da saúde, descrevendo-o como "em rutura" devido à "austeridade escondida", numa conferência sobre o tema organizada pelo partido na sede de Lisboa.

Aprovada moção de confiança à direção de Rui Rio

O Conselho Nacional do PSD aprovou hoje a moção de confiança à Comissão Política Nacional liderada por Rui Rio, com 75 votos a favor, 50 contra e um nulo, segundo fonte oficial do PSD.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.