Info

Explosão de padaria em Paris fez dois mortos e 47 feridos

Explosão de padaria em Paris fez dois mortos e 47 feridos
| Mundo
Porto Canal com Lusa

Pelo menos dois bombeiros morreram e 47 outras pessoas ficaram feridas, dez das quais gravemente, na explosão de hoje numa padaria de Paris, informou a Prefeitura de Paris.

Os números da prefeitura corrigem dados anteriores, que apontavam para quatro mortos, dois bombeiros e dois civis.

"A onda de choque espalhou-se pelas quatro ruas adjacentes a cerca de 100 metros e estamos a investigar todos os lugares para ver se há outras vítimas," disse no local o comandante dos bombeiros de Paris, Eric Moulin.

O procurador de Paris, Rémi Heitz, disse também no local que, nesta fase, as autoridades acreditam que a explosão teve "obviamente uma origem acidental, uma fuga de gás".

"Primeiro, há uma fuga de gás, depois a chegada de bombeiros, seguida por uma explosão que causou o incêndio", explicou.

A explosão aconteceu hoje de manhã, pelas 09:00 (08:00 em Lisboa) numa padaria no 9.º bairro de Paris, capital de França, quando os bombeiros já estavam no local a combater as chamas, e destruiu montras e vidros de janelas de habitações circundantes.

Fonte oficial da secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas disse à Lusa que o Consulado de Paris está a monitorizar a situação e não há, até ao momento, informação de portugueses entre as vítimas.

A explosão aconteceu ao início de mais um dia de protestos em Paris do chamado movimento dos 'coletes amarelos', que se teme que pode degenerar em distúrbios.

Em toda a França estão mobilizados cerca de 80 mil polícias e agentes dos serviços de segurança.

Este é o nono sábado de mobilização contra o aumento dos combustíveis, por uma taxação mais justa e contra a queda do poder de compra.

A emblemática torre Eiffel estará fechada hoje, tal como uma dezena de museus em Paris, para prevenir qualquer impacto de uma possível manifestação marcada pela violência.

+ notícias: Mundo

Londres convoca encarregado de negócios iraniano por causa de petroleiro britânico apreendido

Londres, 20 jul 2019 (Lusa) -- A diplomacia britânica convocou hoje o encarregado de negócios iraniano no Reino Unido, na sequência da apreensão pelas autoridades de Teerão de um petroleiro de pavilhão britânico, divulgou fonte governamental.

Socialistas espanhóis otimistas num acordo com Unidas Podemos para governar

Madrid, 20 jul 2019 (Lusa) -- Os socialistas espanhóis manifestaram-se hoje otimistas quanto à perspetiva de alcançar um acordo com a aliança Unidas Podemos (esquerda radical) que assegure a investidura de Pedro Sánchez como presidente do Governo espanhol na próxima semana.

Filipe Nyusi diz que combate à corrupção será prioridade caso seja reeleito

Maputo, 20 jul 2019 (Lusa) - O presidente da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), partido no poder, Filipe Nyusi, afirmou hoje que o combate à corrupção e a promoção da ética governativa serão prioridades, caso seja eleito para um novo mandato.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.