Info

Rui Rio diz que vai responder a Montenegro mas com "calma e na devida altura"

Rui Rio diz que vai responder a Montenegro mas com "calma e na devida altura"
| Política
Porto Canal com Lusa

O presidente do PSD, Rui Rio, disse hoje, no Porto, que vai responder a Luís Montenegro, que o desafiou a convocar eleições diretas para a liderança do partido, mas com "calma e na devida altura".

"Eu vou responder, naturalmente, não vou fazer de conta que nada está a acontecer, seria uma grande hipocrisia. Agora eu fui corredor de cem metros, mas quando tinha 20 anos de idade, agora é mais meio fundo e fundo, portanto, com calma e na devida altura".

À saída de uma reunião num hotel do Porto com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o líder do maior partido da oposição garantiu que a resposta será dada "em breve", não adiantando, contudo, uma data em concreto.

Sobre o encontro com Marcelo Rebelo de Sousa, Rui Rio confirmou que o mesmo aconteceu por iniciativa do Presidente da República, mas não tendo como base a crise interna dentro do partido.

"Tive apenas um encontro com o Presidente da República que não tinha já há algum tempo, desde que a delegação do PSD foi recebida em Belém. O Presidente da República veio aqui ao Porto, eu estava aqui no Porto e ajustou-se esta reunião. Passámos, naturalmente, em revista uma série de assuntos quer de política interna, quer de política externa".

Este encontro aconteceu no dia em que o antigo líder parlamentar social-democrata Luís Montenegro desafiou Rui Rio a disputar com ele a liderança do partido em eleições diretas.

+ notícias: Política

Presidente da República acompanha preocupação do Norte sobre plano de rotas da TAP

O Presidente da República afirmou hoje à agência Lusa que "acompanha a preocupação manifestada por vários partidos políticos e autarcas relativamente ao plano de retoma de rotas da TAP, em particular no que respeita ao Porto".

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que "lesa interesse nacional"

O secretário-geral adjunto do PS desafiou hoje a TAP a corrigir o plano de rotas aéreas tornado público, considerando que a decisão da Comissão Executiva da transportadora aérea de reduzir voos e destinos "lesa o interesse nacional".

Governo não pode ignorar marginalização do Norte arquitetada pela TAP, diz PS/Porto

A Distrital do Porto do PS defendeu hoje que o Governo não pode ignorar a marginalização do Norte "arquitetada pela gestão privada da TAP", considerando um "insulto" a estratégia da companhia para a retoma da operação para a região.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.