Info

Miguel Morgado vai ponderar "muito a sério" disputar liderança do PSD se forem convocadas diretas

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 10 jan (Lusa) -- Miguel Morgado, antigo assessor político de Passos Coelho, afirmou hoje que, se forem convocadas eleições diretas no PSD, irá ponderar "muito a sério a possibilidade de ser candidato", uma decisão independente de uma candidatura de Luís Montenegro.

"Eu respeitarei seja qual for a decisão dos conselheiros nacionais: se houver eleições, eu tenho responsabilidades especiais, não as declinarei, e isso significa levar muito a sério a possibilidade de me candidatar, mas ainda não tomei essa decisão", afirmou o deputado, em declarações aos jornalistas à entrada para a Convenção Europa e Liberdade, na qual é orador hoje à tarde.

Questionado se essa decisão será influenciada por o antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro estar também na corrida, Miguel Morgado respondeu: "Não exclui, nem inclui, eu farei a minha própria ponderação à luz do modo como as coisas forem evoluindo".

Luís Montenegro está disponível para disputar a presidência do PSD e quer "eleições já", afirmou hoje uma fonte próxima do antigo deputado, que acrescentou que este dará uma conferência de imprensa na sexta-feira, às 16:00, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

SMA (NS) // JPS

Lusa/fim

+ notícias: Política

Rui Rio defende que objetivo do PSD nas eleições deve ser “afastar BE e PCP da esfera de poder”

O presidente do PSD defendeu esta segunda-feira que o objetivo do partido nas próximas legislativas deve ser “afastar BE e PCP da esfera do poder”, admitindo que pode haver razões para se manter como líder mesmo em caso de derrota eleitoral.

Marcelo diz que este "não é o momento ideal" para discutir a Lei de Bases da Saúde

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse este sábado que este "não é o momento ideal" para discutir a Lei de Bases da Saúde, considerando preferível que esta fosse discutida em "princípio de legislatura".

Paulo Rangel diz que Portugal está "francamente mal" preparado para o Brexit

O cabeça de lista do PSD às eleições europeias, Paulo Rangel, acusa o governo de "falhar" na preparação para o 'Brexit' e estar "francamente mal" quanto à proteção de cidadãos e empresas e à salvaguarda dos interesses geopolíticos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.