Info

Frio motiva aviso amarelo em todos os distritos do continente português

Frio motiva aviso amarelo em todos os distritos do continente português
| País
Porto Canal com Lusa

O distrito de Bragança vai estar sob aviso meteorológico amarelo, devido ao frio, entre as 00:00 de quinta-feira e as 12:00 de sábado, um cenário que se repete nos restantes distritos do continente a partir das 00:00 de sexta-feira.

Segundo informação disponibilizada hoje pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a persistência de valores baixos da temperatura mínima justifica a ativação deste aviso, o menos grave e que corresponde a uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O aviso estará em vigor até às 12:00 de sábado em todos os distritos.

A informação do IPMA relativa aos próximos dias dá conta de um "aumento do desconforto térmico" entre quinta-feira (dia 10) e sábado (dia 12), prevendo-se "a substituição gradual de uma massa de ar polar por uma massa de ar com características de ar ártico sobre Portugal continental, transportada do interior do continente europeu".

"Como consequência, a temperatura mínima deverá descer no dia 10 no interior norte e centro, especialmente na Beira Alta, onde, nas terras altas, as descidas poderão ser da ordem de 5 a 8 graus Celsius. Assim, os valores da temperatura mínima deverão variar genericamente entre 2 e 6 graus Celsius, sendo inferiores no interior norte e centro, onde variarão aproximadamente entre -4 e 1 graus", descreve o instituto, acrescentando que ocorrerá também uma descida das temperaturas máximas.

Para sexta-feira, prevê-se que estas diminuições de temperatura se estendam ao restante território (com reduções de 2 a 4 graus Celsius, no caso da mínima).

Neste dia, "a temperatura máxima deverá variar aproximadamente entre 10 e 14 graus Celsius, sendo inferior no Nordeste Transmontano e na Beira Alta, onde será inferior a 8°C, e ligeiramente superior em alguns locais do litoral sul".

As previsões apontam para um "aumento do aumento do desconforto térmico" até sábado, tendo em conta a intensificação do vento, que nas terras altas poderá ser de até 50 quilómetros/hora.

Por vezes, até meio da manhã de sábado, poderão ocorrer rajadas de 65 quilómetros/hora, em especial nas regiões Norte e Centro.

"Prevê-se igualmente formação de geada a chegar junto ao litoral. De referir que desde o início de janeiro têm-se verificado noites frias, isto é, valores da temperatura mínima do ar inferiores aos valores médios e mesmo inferiores aos valores que só ocorrem em 10% dos casos (percentil 10)", destaca o IPMA.

No entanto, registaram-se também dias quentes (com valores de temperatura máxima superiores aos valores médios e mesmo superiores aos valores que só ocorrem em 10% dos casos).

Entre 01 de janeiro e hoje, os menores valores da temperatura mínima (-7 graus) foram registados nos dias 05 e 06 em Miranda do Douro e Chaves, respetivamente.

Os mais altos valores da temperatura máxima verificaram-se o dia 02 em Rio Maior (20.8 graus) e no dia 01 em Braga (20.5 graus).

Na sequência das previsões de frio, vários municípios anunciaram medidas de apoio aos sem-abrigo, com a abertura de espaços para pernoita.

+ notícias: País

Dez distritos do continente sob aviso amarelo na quarta-feira devido ao vento

Dez distritos de Portugal continental vão estar na quarta-feira sob aviso amarelo devido à previsão de vento forte com rajadas até 75 quilómetros por hora, podendo atingir os 90 quilómetros nas terras altas.

Enfermeiros iniciam hoje greve de quatro dias

Os enfermeiros iniciam hoje uma greve de quatro dias convocada pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) para exigir a "correta contagem dos pontos para todos os profissionais" e protestar contra o encerramento do processo negocial sobre a carreira.

Dois em cada dez internamentos de crianças até dois anos devem-se a bronquiolite

A bronquiolite é responsável por dois em cada dez internamentos de crianças com menos de dois anos, revela um estudo, segundo o qual a taxa de internamentos tem vindo a crescer, principalmente nos bebés menores de três meses.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.