Info

Médicos acusados de homicídio por negligência em Chaves conhecem sentença sexta-feira

Médicos acusados de homicídio por negligência em Chaves conhecem sentença sexta-feira
| Norte
Porto Canal com Lusa

O Tribunal de Chaves agendou para sexta-feira a leitura da sentença do julgamento de dois médicos acusados do crime de homicídio por negligência grosseira de uma criança, um caso que remonta a 2010, disse hoje fonte judicial.

Na primeira sessão do julgamento, a 07 de maio, os dois clínicos prestaram depoimento para refutar a acusação de negligência, afirmando que, quando observaram a criança, não havia sintomas para valorizar.

Os factos em causa remontam a 20 de agosto de 2010, quando a vítima, então com 13 anos, recorreu aos serviços de urgência da unidade de Chaves do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CMTMAD), levada por seus pais, com queixas de fortes dores de barriga generalizadas e de vómitos frequentes.

A tese da acusação refere que a vítima foi atendida, observada e acompanhada por um dos arguidos, médico pediatra neste hospital, que durante o internamento da vítima, e face à evolução clínica desta, solicitou a colaboração do outro arguido, da especialidade de cirurgia.

A criança veio a morrer dois dias depois, "como consequência de lesões de perfuração do duodeno derivadas de úlcera duodenal".

A acusação considera que há indícios suficientes de que os arguidos "nem valorizaram convenientemente os sintomas que a vítima apresentava e que só por si eram suscetíveis de conduzir à identificação do mal que a afligia, nem aprofundaram os estudos, nomeadamente analíticos e imagiológicos, com vista ao diagnóstico".

A pena máxima aplicada é de cinco anos, pelo que o julgamento decorre num tribunal singular.

Os dois médicos foram acusados em 2015, cinco anos após a morte da criança, e, em 2017, um juiz de instrução de Chaves mandou o processo para julgamento.

+ notícias: Norte

Colisão rodoviária em Lousada faz cinco feridos. Um deles grave

Uma colisão entre dois veículos ligeiros de passageiros provocou cinco feridos, um deles em estado grave, na tarde deste sábado, na freguesia de Torno, junto à Casa de Juste, em Lousada, apurou o Porto Canal junto das autoridades.

Incêndio florestal em São Pedro da Cova dominado 

O incêndio florestal que chegou a ameaçar casas no lugar do Carvalhal, em São Pedro da Cova, Gondomar, na tarde deste sábado, foi dominado apurou o Porto Canal junto das autoridades.

Atualizado 20-07-2019 16:15

Explosão de gás e incêndio obriga a retirar 28 idosos de lar na Feira

Uma explosão de gás num lar da terceira idade em Santa Maria da Feira, seguida de incêndio, obrigou este sábado à retirada dos 28 idosos que ali se encontravam, não havendo registo de feridos, apurou o Porto Canal junto das autoridades e disse o presidente da Câmara à Lusa.

Atualizado 20-07-2019 14:41

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.