Info

Ministro do Planeamento garante cumprimento de todas as regras na expansão da Portela

| Norte
Porto Canal com Lusa

Marco de Canaveses, Porto, 07 jan (Lusa) -- O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, garantiu hoje que todas as regras legais em matéria ambiental e de segurança serão cumpridas na expansão do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

"Se as regras ambientais determinarem a realização de estudos ambientais, serão realizados e todas as medidas mitigadoras definidas nesses estudos ambientais serão integralmente cumpridas", afiançou o ministro, depois de a associação ambientalista Zero alegar que a expansão da Portela requer uma Avaliação de Impacte Ambiental.

Pedro Marques disse ver com "toda a normalidade" tudo o que estiver relacionado com o reforço das regras ambientais e de segurança para que a infraestrutura impacte menos na vida das pessoas e do ecossistema.

"Essa questão ambiental, bem como a questão de segurança, são questões que não tem discussão. Todas as regras legais sobre matérias ambientais e de segurança serão cumpridas", vincou.

A associação ambientalista Zero alega que a expansão do Aeroporto Humberto Delgado requer uma Avaliação de Impacte Ambiental, além daquela relativa ao novo aeroporto do Montijo.

Segundo a Zero, "o Governo tem dado a entender que a decisão já anunciada há muito, e agora concretizada neste acordo [de modelo de financiamento da expansão aeroportuária da zona de Lisboa, a ser assinado na terça-feira], apenas depende do Estudo de Impacte Ambiental do aeroporto do Montijo".

Porém, "à luz da legislação europeia, as obras de expansão no Aeroporto Humberto Delgado, - que incluem o alargamento do estacionamento para aviões, a construção de um novo hangar para os militares e entidades oficiais, novos acessos rodoviários e a reformulação de toda a circulação em torno do aeroporto, e também a ampliação do espaço de check-in de passageiros, - requerem um procedimento próprio de Avaliação de Impacte Ambiental", indica a associação.

SYF (FYM) // MCL

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

VianaPolis responderá criminalmente por danos a moradores do prédio Coutinho

O advogado dos últimos moradores no prédio Coutinho, em Viana do Castelo, disse esta quarta-feira que a VianaPolis será responsabilizada criminalmente por "qualquer dano" que ocorra aos habitantes, na sequência da interrupção do fornecimento de água e gás.

Trabalhadora despedida de corticeira da Feira vai ser reintegrada

A trabalhadora Cristina Tavares, que foi despedida duas vezes pela corticeira Fernando Couto, em Santa Maria da Feira, distrito de Aveiro, vai ser reintegrada na empresa, informou esta quarta-feira fonte sindical.

ANA vai 'pagar' 15 milhões de euros por um 'remendo' no aeroporto Sá Carneiro

A ANA Aeroportos vai pagar 15 milhões de euros para fazer obras no aeroporto Francisco Sá Carneiro, do Porto, que não vão resolver na totalidade o problema da pista. O aeroporto é dos poucos na europa que não têm ligação direta do terminal ao final da pista e as obras só resolvem parte do problema, que limita o número de aterragens na pista.

Atualizado 26-06-2019 10:58

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.