Info

Nissan deteta novos problemas e chama 150.000 viaturas à oficina

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Tóquio, 07 dez (Lusa) - A Nissan, atingida nos últimos meses por um escândalo relacionado com a inspeção dos seus veículos no Japão, anunciou hoje ter descoberto novos problemas que obrigam a chamar cerca de 150.000 viaturas à oficina.

Esta é mais uma má notícia para o fabricante nipónico, que está a passar por uma fase difícil, com a prisão, em 19 de novembro, de Carlos Ghosn, demitido da presidência do conselho de administração por suspeita de falsificação de informação financeira.

Ghosn é suspeito de não ter declarado rendimentos no valor de cerca de 38 milhões de euros (cinco milhões de ienes), que terá recebido entre 2011 e 2014.

Segundo a agência nipónica Kyodo, o ex-presidente da Nissan Motor terá também utilizado fundos da empresa japonesa para cobrir perdas de investimentos pessoais no valor de cerca de 13,2 milhões de euros.

No final de setembro, a Nissan adotou medidas para melhorar o processo de inspeção nas suas fábricas, admitindo graves deficiências.

Na altura, a empresa anunciou um investimento de "170 a 180 biliões de ienes nos próximos seis anos" (mais de 1,3 biliões de euros) nas medidas a aplicar.

No outono de 2017, a Nissan foi forçada a suspender temporariamente a produção no Japão e a chamar à oficina mais de um milhão de veículos devido a irregularidades na inspeção final dos seus carros.

Já este ano, no verão, a empresa deu conta da falsificação de valores nos testes para medir o consumo de combustível e as emissões de gases poluentes.

SO (PL/JMC) // SB

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Ministra britânica demite-se e aumenta pressão sobre PM Theresa May

A ministra dos Assuntos Parlamentares britânica, Andrea Leadsom, anunciou hoje a demissão do governo em desacordo com o plano da primeira-ministra, Theresa May, para tentar aplicar o 'Brexit'.

Português encontrado morto em casa com sinais de violência em Moçambique

MUm português de 40 anos foi encontrado morto na casa onde residia, em Maputo, com sinais de violência, disse este sábado à Lusa o cônsul-geral de Portugal na capital moçambicana.

Encontrada cocaína em livros importados de Portugal para Sidney

Mais de 600.000 dólares em cocaína foram encontrados escondidos dentro de livros infantis importados de Portugal para Sydney, na Austrália, revela esta terça-feira a Australian Associated Press.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.