Info

CP prevê fortes perturbações e supressões de comboios na sexta-feira devido a greve

CP prevê fortes perturbações e supressões de comboios na sexta-feira devido a greve
| País
Porto Canal com Lusa

A CP -- Comboios de Portugal alertou hoje para "fortes perturbações" na circulação de comboios na sexta-feira, devido à greve, prevendo supressões a nível nacional em todos os serviços.

Numa informação enviada aos passageiros por 'email', a CP refere que, "por motivo de greve conv ocada por diversas organizações sindicais, preveem-se supressões de comboios a nível nacional em todos os serviços no dia 07 de dezembro".

A transportadora refere que "não serão disponibilizados transportes alternativos" e que, "caso venham a ser definidos serviços mínimos pelo Tribunal Arbitral nomeado pelo Conselho Económico e Social", atualizará a informação prestada aos passageiros.

A CP diz que permitirá o reembolso no valor total do bilhete adquirido, ou a sua revalidação, sem custos, para os passageiros já tenham bilhetes adquiridos para viajar em comboios dos serviços Alfa Pendular, Intercidades, InterRegional, Regional e Celta.

"Estes pedidos devem ser apresentados nas bilheteiras ou no formulário de contactos, até 10 dias após terminada a greve", detalha a transportadora rodoviária.

Os trabalhadores da CP, da EMEF e da Infraestruturas de Portugal (IP) vão fazer uma greve de 24 horas na sexta-feira, em defesa da negociação de melhores condições de trabalho.

"Decidimos fazer esta greve no mesmo dia nas três empresas porque o Governo continua a não dar resposta a uma reivindicação comum que é a de negociar melhores condições para estes trabalhadores", disse à agência Lusa José Manuel Oliveira, coordenador da Federação dos Sindicatos dos Transportes e comunicações (FECTRANS), no dia 20 de novembro.

O sindicalista lembrou, na altura, que o Governo nem sequer está a cumprir os acordos que tinha estabelecido com os sindicatos no sentido de ser desenvolvida uma negociação com vista a dar resposta às reivindicações dos trabalhadores, que têm levado à concretização de várias greves ao longo do ano.

Referiu, como exemplo, o acordo estabelecido em fevereiro para a CP, que previa a negociação de medidas para entrarem em vigor em outubro, mas que não resultou em nada, dado que não houve reuniões entre abril e 14 de novembro, data em que ainda não foram apresentadas propostas.

A greve foi decidida após a realização de plenários em vários pontos do país.

+ notícias: País

Críticas à greve dos enfermeiros aumentam

Há cada mais vozes a questionar a duração e a forma como está a ser feita a greve dos enfermeiros. O Presidente da República, por exemplo, diz que a greve pode ser incompreendida pela sociedade e defende um equilíbrio entre as razões dos enfermeiros e os sacrifícios para utentes.

Descarrilamento de elétrico em Lisboa faz 28 feridos ligeiros

As autoridades conseguiram já desencarcerar todas as vítimas do descarrilamento do elétrico da carreira 25, em Lisboa, que provocou 28 feridos ligeiros, segundo o balanço dos bombeiros feito no local.

Legião da Boa Vontade entrega 800 cabazes de natal em todo o país

A Legião da Boa Vontade vai entregar em todo o país 800 cabazes de natal. Hoje cem famílias carenciadas de braga receberem alimentos e brinquedos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.