Info

Homem que matou a ex-mulher por asfixia condenado no Porto a 16 anos de prisão

| Norte
Porto Canal com Lusa

O Tribunal de São João Novo, no Porto, aplicou hoje 16 anos de prisão a um homem que se provou ter matado por asfixia a ex-companheira, em outubro de 2017.

Atualizado 05-12-2018 12:55

O arguido, que em audiência se remeteu ao silêncio, foi condenado por um crime de homicídio qualificado.

O tribunal considerou que o arguido matou a mulher por causa da relação que aquela mantinha com o seu patrão e que não evidenciou remorso.

Nas alegações finais, em 24 de setembro, o Ministério Público (MP) pediu a condenação do arguido, sem apontar uma pena concreta.

Já a advogada de defesa, Poliana Pinto Ribeiro, considerou que ficou por provar em audiência a associação do arguido ao crime.

Disse mesmo ser "perigoso" e "violador" dos direitos do arguido condenar com base na exclusão de terceiros e não em provas concretas contra o acusado. E anunciou que vai recorrer do acórdão.

A acusação do processo indica que o acusado, de 57 anos, suspeitava que a vítima, de 40 anos, com quem mantivera uma relação de união de facto até 2015, tinha um relacionamento amoroso com outro homem.

Face a essa desconfiança, em 30 de outubro de 2017 dirigiu-se ao quarto em que a mulher residia, na rua Álvares Cabral, na cidade do Porto, e questionou-a quanto a esse relacionamento, mas ela não lhe respondeu e ordenou-lhe que fosse embora.

"O arguido lançou-lhe as mãos ao pescoço e procurou asfixiá-la, o que veio a conseguir tapando-lhe boca e nariz com uma peça de roupa, assim dando causa à sua morte", refere o MP.

Só cerca de uma semana após a morte da mulher se soube da ocorrência.

+ notícias: Norte

Cerca de 40 voos cancelados no aeroporto do Porto devido ao nevoeiro

Cerca de 40 voos foram cancelados, desde as 00h00 desta terça-feira até às 23h30 desta quarta-feira, entre partidas e chegadas devido à falta de condições de aterragem com nevoeiro, apurou o Porto Canal. 

(em atualização)

Atualizado 18-09-2019 16:21

Eletricista ferido com gravidade em acidente de trabalho no centro comercial de Bragança

Um homem com cerca de 40 anos, eletricista, ficou ferido com gravidade enquanto trabalhava no centro comercial de Bragança, apurou esta quarta-feira o Porto Canal com fonte dos Bombeiros Voluntários de Bragança. 

Consumo de droga a céu aberto junto a escola na Foz do Porto preocupa população

Há consumo de droga à luz do dia e em plena vista nas traseiras da escola Escola Básica das Condominhas, na Foz do Porto, perto do bairro de Pinheiro Torres. Quem lá vive ou trabalha receia que o consumo, que já é constante, aumente. A Policia lembra que o consumo não é crime, só o tráfico é que é.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.