Info

Tribunal do Porto absolve ex-militar acusado pela posse de material de guerra

| Norte
Porto Canal com Lusa

Porto, 03 dez (Lusa) - O Tribunal de São João Novo, no Porto, ilibou hoje um antigo militar da Força Aérea que estava acusado por ter na sua posse material de guerra, mas determinou a apreensão do arsenal.

Durante buscas em casa do ex-militar, de 52 anos, as autoridades encontraram dezenas de armas, atuais e antigas. Entre esse material, que foi declarado perdido a favor do Estado, encontravam-se 18 munições de calibre nove milímetros, espingardas, um isqueiro em forma de pistola, soqueiras, armas medievais com espigões, uma adaga e facas.

O coletivo de juízes, que incluía um magistrado militar, considerou provada a posse das armas e munições, mas rejeitou que essa posse pusesse em causa a defesa nacional para poder ser considerado crime estritamente militar e, por conseguinte, punida como tráfico de material militar.

Na perspetiva do tribunal, restaria a imputação de uma detenção de armas "como qualquer outra", o que o Ministério Público não fez, determinando a absolvição.

A acusação foi extraída de um processo por ameaças agravadas e ofensas à integridade física que foi aberto no Ministério Público de Vouzela e que, segundo o advogado do arguido, ainda aguarda julgamento na Comarca de Viseu.

Os factos em causa nestes dois processos ocorreram em fins de 2017 e início de 2018.

JGJ // LIL

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

INEM confirma quatro vítimas mortais em queda de helicóptero, causas desconhecidas

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) confirmou este domingo a ocorrência de quatro vítimas mortais na sequência da queda do helicóptero de emergência médica, em Valongo, sem adiantar causas do acidente.

Presidente da República passa Natal junto de crianças com cancro do hospital do Porto

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou hoje que vai passar o dia de Natal junto das crianças com cancro internadas no Hospital de São João, no Porto.

Falta de médicos força hospital S. Sebastião a encaminhar doentes para outros hospitais

Em Santa Maria da Feira faltam médicos no serviço de cardiologia na urgência do hospital S. Sebastião. Os doentes têm sido transferidos para o Centro Hospitalar Gaia/Espinho.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.