Info

Bombeiros e GNR procuram homem desaparecido em Vila Nova de Foz Côa

Bombeiros e GNR procuram homem desaparecido em Vila Nova de Foz Côa
| Norte
Porto Canal com Lusa

Os bombeiros e a GNR estão hoje a realizar buscas para localizar o corpo de um homem que alegadamente terá sido visto a boiar no rio Côa, nas proximidades de Vila Nova de Foz Côa.

Segundo fontes da proteção civil, o alerta foi dado pelas 16:13 de domingo e as buscas, que foram suspensas pelas 20:00, foram retomadas hoje às 08:00.

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Foz Côa, Rafael Almeida, disse à agência Lusa que "o alerta foi dado via 112 e que o contactante informou que, alegadamente, estaria um corpo a boiar no rio Côa", junto da ponte que faz a ligação entres os concelhos de Vila Nova de Foz Côa e Figueira de Castelo Rodrigo, no distrito da Guarda.

Os bombeiros deslocaram-se ao local e a situação relatada não foi verificada, mas constataram que "havia um veículo abandonado em cima da ponte".

Contactos posteriores apuraram que o carro pertence a um homem com 52 anos, residente em Vila Nova de Foz Côa, que "foi dado como desaparecido pela família", disse Rafael Almeida.

As buscas estão a ser realizadas por 42 elementos, entre GNR, bombeiros de Foz Côa e mergulhadores, segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda.

A Autoridade da Proteção Civil diz que estão igualmente 12 viaturas de apoio no local.

+ notícias: Norte

Incêndio provoca uma vítima mortal num prédio no Porto

Uma pessoa morreu na sequência de um incêndio no segundo andar de um prédio na rua Costa Cabral, no Porto, apurou o Porto Canal junto do CDOS do Porto.

Diretora do Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira demite-se

A diretora do Estabelecimento Prisional (EP) de Paços de Ferreira, Maria Fernanda Barbosa, pediu hoje a sua demissão ao diretor-geral de Reinserção e Serviços Prisionais, que já foi aceite, informou hoje o Ministério da Justiça.

Mais de 6 mil pessoas sofrem todos os anos um enfarte do miocárdio

Mais de 6 mil pessoas sofrem todos os anos um enfarte do miocárdio e por dia há em média 12 mortes devido à doença. Detetar rapidamente os sintomas de um enfarte é por isso essencial...e esse é o mote da campanha que hoje arranca, intitulada "cada segundo conta".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.