Info

Autocarro da Resende incendeia-se em Valongo

Autocarro da Resende incendeia-se em Valongo
Jornal Novo Regional
| Norte
Porto Canal com Lusa

Um autocarro da empresa Resende incendiou-se esta sexta-feira, na estrada nacional 15, em Valongo, disse fonte dos Bombeiros Voluntários, salientando que o incidente não provocou vítimas.

“O autocarro circulava com passageiros, mas nenhum ficou ferido”, afirmou a fonte, referindo que o fogo deflagrou na parte traseira do veículo, que ficou destruída.

O acidente, cujas causas não estão ainda apuradas, obrigou ao corte parcial de trânsito na rua Ribeiro Cambado, em Valongo, tendo a situação ficado resolvida cerca das 10h30.

Face aos acidentes/incidentes registados com autocarros da Resende nos últimos tempos, a Câmara Municipal de Matosinhos defendeu no passado dia 12 que a Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) seja a operadora interna dos transportes públicos em Matosinhos, tal como nos restantes municípios em que opera, a partir de 2020.

Atualmente, a Resende é a operadora responsável pela cobertura do concelho de Matosinhos, contudo, face aos registos de acidentes/incidentes dos últimos tempos, a autarquia entende que a licença não deverá ser prorrogada, sendo esta válida até 31 de dezembro.

A concessão da operadora Resende tem vindo a ser alvo de críticas por má qualidade dos veículos, bem como de relatos de sucessivos atrasos ou falhas de carreiras.

Este ano, a Resende já registou dois acidentes, um deles resultante de uma colisão de um seu autocarro com um carro, da qual resultaram seis feridos, um deles grave, e outro decorrente de um incêndio que não provocou vítimas.

Em outubro de 2016, um acidente com um autocarro desta operadora resultou numa vítima mortal e quatro feridos graves, em Matosinhos.

Também em julho de 2017 se registaram incêndios com autocarros da empresa em Matosinhos e Valongo.

+ notícias: Norte

PJ detém cinco empresários por associação criminosa e fraude fiscal no Norte

Cinco empresários foram detidos na Operação Dennis da PJ que desarticulou uma "associação criminosa" por crimes de fraude fiscal, branqueamento, recebimento indevido de vantagem e participação económica em negócio, entre outros, no Norte do país.

Leça da Palmeira: Monte de Santana pode estar a colocar em risco moradores

Os moradores que vivem junto ao Monte de Santana, em Leça da Palmeira, estão alarmados com a constante queda de pedras do talude. A Câmara Municipal de Matosinhos diz que essa parte do terreno é responsabilidade dos moradores e não da autarquia mas garante que não há perigo de derrocada. Ainda assim, quem ali mora, sente-se inseguro.

Estrada A29 reaberta nove horas depois de ter sido cortada em Gaia

A circulação no sentido sul/norte da A29, em São Félix da Marinha (Gaia), foi esta terça-feira retomada às 16h20, nove horas após o corte devido a um acidente com um pesado e cinco ligeiros, disseram fontes oficiais.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.