Info

OE2019: Quase 260 propostas de alteração deram entrada "a nove dias do final do prazo"

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 09 nov (Lusa) - Quase 260 propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) já deram entrada no parlamento, "a nove dias do final do prazo", disse hoje a presidente da comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa.

A informação foi avançada antes de um curto intervalo na audição do ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, pela comissão conjunta de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa e de Economia, Inovação e Obras Públicas, no âmbito da apreciação, na especialidade, do OE2019.

Teresa Leal Coelho informou os deputados que até hoje tinham dado entrada "257 propostas de alteração", a "nove dias do final do prazo".

O OE2019 foi entregue na Assembleia da República em 15 de outubro e debatido na generalidade entre 29 e 30 de outubro, estando a votação final global agendada para 29 de novembro, num debate que será encerrado por António Costa.

De acordo com o calendário, após a votação na generalidade, segue-se o período de debate na especialidade, que está a decorrer, com votações em plenário nos dias 26, 27 e 28 de novembro.

No último Orçamento do Estado da presente legislatura, no que respeita ao cenário macroeconómico, o Governo pretende atingir um défice de 0,2%, uma dívida na ordem dos 118,5% do Produto Interno Bruto (PIB), um crescimento de 2,2% e uma taxa de desemprego que ronde os 6%.

ALU (PMF/NS/SMA) // JNM

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Paulo Rangel afirma que o país "está a mirrar" porque António Costa "se fechou sobre si próprio"

Paulo Rangel, eurodeputado, afirma em exclusivo ao Porto Canal que o primeiro-ministro, António Costa, está "muito fechado sobre si próprio" e que isso "faz com que o país esteja a mirrar um pouco" . Defende ainda que com esta ação é notório um "crescimento insatisfatório" e também "uma paralisação dos serviços públicos e numa insatisfação social", que pode ir desde os homens do Porto de Setúbal, aos motoristas de matérias perigosas, aos enfermeiros”.

Governo deixa de fora o Norte nos grandes investimentos da educação e saúde para os próximos cinco anos

O Governo apresentou esta semana o Programa de Estabilidade 2019-2023 e o Norte do país fica de fora no que diz respeito a investimentos na educação e na saúde.

Atualizado 20-04-2019 12:11

Autarca da Maia condenado a perda de mandato diz ter “condições” para recandidatura

O presidente da Câmara da Maia, António Silva Tiago, condenada pelo Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) do Porto a perda de mandato, considerou esta sexta-feira estar a ser "injustiçado" e garante ter "condições apoios" para uma recandidatura.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.