Info

OE2019: Quase 260 propostas de alteração deram entrada "a nove dias do final do prazo"

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 09 nov (Lusa) - Quase 260 propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) já deram entrada no parlamento, "a nove dias do final do prazo", disse hoje a presidente da comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa.

A informação foi avançada antes de um curto intervalo na audição do ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, pela comissão conjunta de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa e de Economia, Inovação e Obras Públicas, no âmbito da apreciação, na especialidade, do OE2019.

Teresa Leal Coelho informou os deputados que até hoje tinham dado entrada "257 propostas de alteração", a "nove dias do final do prazo".

O OE2019 foi entregue na Assembleia da República em 15 de outubro e debatido na generalidade entre 29 e 30 de outubro, estando a votação final global agendada para 29 de novembro, num debate que será encerrado por António Costa.

De acordo com o calendário, após a votação na generalidade, segue-se o período de debate na especialidade, que está a decorrer, com votações em plenário nos dias 26, 27 e 28 de novembro.

No último Orçamento do Estado da presente legislatura, no que respeita ao cenário macroeconómico, o Governo pretende atingir um défice de 0,2%, uma dívida na ordem dos 118,5% do Produto Interno Bruto (PIB), um crescimento de 2,2% e uma taxa de desemprego que ronde os 6%.

ALU (PMF/NS/SMA) // JNM

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Catarina Martins enaltece passes mais baratos e pede mais transportes

A coordenadora do BE, Catarina Martins, elogiou este domingo a medida orçamental negociada com o Governo para a descida do preço dos passes de transportes públicos, mas defendeu que deve ser acompanhada de mais investimento para haver mais meios disponíveis.

Assunção Cristas lamenta desinteresse de Costa por setor da saúde "em rutura"

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, lamentou este sábado e o desinteresse do chefe do Governo pelo setor da saúde, descrevendo-o como "em rutura" devido à "austeridade escondida", numa conferência sobre o tema organizada pelo partido na sede de Lisboa.

Governo identifica quase duas centenas de pedreiras em situação crítica

O Governo identificou em 13% das pedreiras que dependem do Estado central, ou seja, 191 casos, "situações críticas", de acordo com o primeiro levantamento exaustivo das maiores pedreiras existentes em Portugal continental, a que o Expresso teve acesso.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.