Info

Underground Gallery 40 abre sexta-feira em Lisboa com a exposição "Hipermnésia"

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 08 nov (Lusa) - A Underground Gallery 40 vai abrir na sexta-feira ao público, na avenida 5 de Outubro, em Lisboa, com a exposição coletiva "Hipermnésia", assente no tema da perturbação da memória.

A EMERGE --- Associação Cultural irá programar esta galeria de arte contemporânea e responsabilizar-se pela produção de todos os eventos que irão ser organizados, segundo um comunicado da organização.

De acordo com esta entidade, o objetivo é transformar a nova galeria, instalada na cave do Palácio Duque D'Ávila, propriedade da Worx, numa "plataforma para divulgação de arte emergente".

A EMERGE é uma associação cultural cujo principal objetivo é a promoção de arte contemporânea, com enfoque na arte emergente, tendo comemorado dois anos de existência em setembro deste ano.

A primeira exposição da galeria intitula-se "Hipermnésia", e reúne os artistas portugueses Carla Rebelo, Jorge Maciel, Márcio Carvalho e Sónia Godinho, e Francisco Vidal, de Angola, com curadoria de Jorge Reis, que apresentam obras em desenho, escultura, fotografia, instalação, vídeo e som.

O tema da memória é transversalmente abordado por cada um dos seis artistas plásticos integrados neste projeto curatorial de Jorge Reis: Carla Rebelo, Francisco Vidal, Jorge Maciel, Márcio Carvalho e Sónia Godinho.

O critério que presidiu à seleção das obras integradas nesta exposição "é apoiado na ideia de multidisciplinaridade da praxis artística como ferramenta de pensamento sobre o tema da hipermnésia". "Cada artista mostra uma preocupação singular inserida no universo da memória que se aproxima ao tema principal".

O tema principal é a memória autobiográfica, coletiva e histórica, memória do lugar, mística, construída, inconsciente, e a memória do objeto.

Um estudo realizado nos Estados Unidos, nos anos 1980, sobre a memória, é o ponto de partida para esta exposição.

O estudo foi realizado com base num questionário informal sobre memória levado a cabo pelos investigadores norte-americanos Elizabeth e Geoffrey Loftus, que revelou que 84% dos 169 cientistas inquiridos diziam acreditar que todos os acontecimentos vividos são permanentemente registados inconscientemente no nosso cérebro.

A hipermnésia é uma perturbação da memória que processa anormalmente a memória autobiográfica.

Primeiramente identificada por Clive Ballard (1913), mas não considerada como um fenómeno mental até aos anos 1970, quando Erdelyi e a sua equipa de investigadores aprofundaram os estudos neurológicos.

Investigações complementares concluíram que um paciente com diagnóstico de hipermnésia vê desabilitada a sua faculdade de interpretar, situação que perturba o processo normal de registo de novas experiências devido à permanente atualização de acontecimentos passados.

"Este paciente não tem um presente nem muito menos consegue estruturar um pensamento sobre um futuro. Só reconhece as pessoas que viveram e experienciaram acontecimentos passados com ele", indica o comunicado da galeria sobre a exposição.

AG // MAG

Lusa/Fim

+ notícias: País

Greve dos juízes afeta na quarta-feira tribunais em Almada, Aveiro, Coimbra, Évora, Lisboa e Porto

O primeiro dia de greve parcial dos juízes, agendado para quarta-feira, vai afetar o funcionamento de tribunais e secções em Almada, Aveiro, Coimbra, Évora, Lisboa e Porto, segundo a Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP).

Vespa asiática está a propagar-se pela região centro do país

A vespa asiática, ou vespa velutina, uma espécie invasora predadora das abelhas, está a propagar-se pela região centro do país, com ninhos identificados em todo o norte do distrito de Santarém, disse este sábado à Lusa o Comandante Operacional Distrital de Santarém (CDOS).

Morreu o general Loureiro dos Santos

O general José Loureiro dos Santos, antigo ministro da Defesa Nacional e ex-Chefe do Estado-Maior do Exército, morreu este sábado em Lisboa, aos 82 anos, vítima de doença, disse à agência Lusa fonte da família.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.