Info

Pena máxima para mulher que mandou matar marido e para autor do crime em Chaves

| Norte
Porto Canal com Lusa

O Tribunal de Vila Real condenou hoje à pena máxima de 25 anos de cadeia dois arguidos, uma mulher por instigar o homicídio do marido e o homem que cometeu o crime, em Chaves.

Atualizado 09-11-2018 10:52

Apesar de ter sido provado que foi o arguido, de 26 anos, a matar o homem com uma arma de fogo, o tribunal considerou que foi a arguida, de 41 anos, a mandante do crime.

O crime ocorreu em janeiro de 2017 e os suspeitos foram detidos pela Polícia Judiciária (PJ) de Vila Real em maio.

O Tribunal de Vila Real começou a julgar em abril a mulher suspeita de ter mandado matar o marido e o homem a propôs o pagamento de uma quantia, não determinada, para cometer o crime.

A juíza presidente do coletivo considerou que "ficou claro" de que os dois arguidos cometeram o crime e que se tratou de um "homicídio mercenário", em que a motivação de ambos foi o dinheiro.

"Matar por dinheiro" é, para a magistrada, a "situação de homicídio mais grave" e que "faz lembrar a máfia napolitana".

+ notícias: Norte

Homem de 77 anos morre após acidente com trator em Barcelos

Um homem de 77 anos morreu, esta quarta-feira, após o trator que conduzia ter capotado na freguesia de Remelhe, Barcelos, apurou o Porto Canal com fonte dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos.

Um morto e um ferido grave em acidente na Póvoa do Lanhoso

Um homem morreu e outro ficou "gravemente ferido" num acidente, esta quarta-feira, na Estrada Nacional 13, na localidade de Covelas, Póvoa de Lanhoso, distrito de Braga, disse à Lusa fonte dos Bombeiros Sapadores de Braga.

Sete anos de prisão por agredir ex-mulher e incendiar a casa em Gondomar

O tribunal de São João Novo, no Porto, aplicou hoje sete anos de prisão a um homem por maus tratos à ex-companheira e por incendiar a casa que tinham coabitado em Valbom, Gondomar.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.