Info

Hospital de São João da Madeira retoma obras no Serviço de Urgência

Hospital de São João da Madeira retoma obras no Serviço de Urgência
| Norte
Porto Canal com Lusa

O Hospital de São João da Madeira já retomou as obras no Serviço de Urgência após divergências com o empreiteiro inicial e ajustará a nova intervenção à grande procura registada nessa valência, revelou hoje a administração da unidade.

Em causa está uma empreitada de requalificação que teve início em junho de 2017 e foi interrompida no primeiro trimestre de 2018, após o que a administração do Centro Hospitalar do Entre Douro e Vouga (CHEDV) descreveu como "sucessivos incumprimentos de prazos" por parte do construtor e “uma grande dificuldade em respeitá-los".

No segundo trimestre de 2018 arrancou novo concurso público e, segundo revelou hoje à Lusa o presidente do conselho de administração do CHEDV, Miguel Paiva, as obras no Hospital de São João da Madeira arrancaram na segunda semana de outubro e vão agora ajustar-se à "nova realidade" do seu Serviço de Urgência Básica (SUB), aí retomado a 01 de janeiro de 2017.

"Como a Urgência registou uma procura superior à que antecipávamos, decidimos rever as necessidades do hospital a esse nível, o que passa por afetar mais espaço a esse serviço", explicou Miguel Paiva.

Esse ajuste resulta do facto de que, desde 01 de janeiro de 2017, o SUB de São João da Madeira "teve um volume de procura 30% superior ao existente na anterior Consulta Aberta do hospital".

A nova empreitada está entregue à empresa ERI - Engenharia S.A. e custará 300.000 euros, totalmente suportados por fundos próprios do CHEDV.

"É uma obra totalmente diferente da primeira e, embora complementando a anterior para concluir o que então ficou por fazer, vai também requalificar áreas adicionais do hospital afetadas pela procura registada na nova Urgência", acrescentou o administrador da unidade.

O prazo de execução da nova empreitada é agora de 115 dias, pelo que a intervenção deverá dar-se por concluída no final de janeiro de 2019.

+ notícias: Norte

Cinco pessoas morrem por inalação de monóxido de carbono em Vila Real

Cinco pessoas morreram este domingo devido a uma intoxicação por inalação monóxido de carbono no concelho de Sabrosa, distrito de Vila Real, afirmou à agência Lusa fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Atualizado 18-11-2018 19:13

Casal de 30 anos esfaqueado por mulher junto a discoteca em Fafe

Um casal com cerca de 30 anos foi esfaqueado na madrugada deste domingo, junto a uma discoteca, em Fafe, por uma mulher da mesma idade, na sequência de uma discussão ocorrida dentro do estabelecimento, disse fonte policial.

GNR apreende armas em Amares a suspeito de 60 anos que terá ameaçado familiares

A Guarda Nacional Republicana (GNR) de Braga apreendeu diversas armas e munições durante uma busca domiciliária, em Amares, após um homem de 60 anos ter alegadamente ameaçado familiares com recurso a uma arma de fogo, foi este domingo anunciado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.