Info

Bloco de Esquerda afirma que fecho de estações dos CTT será "uma razia" no interior

Bloco de Esquerda afirma que fecho de estações dos CTT será "uma razia" no interior
| Política
Porto Canal com Lusa

O BE defendeu hoje que o fecho de estações dos correios será "uma razia" no interior, deixando distritos inteiros com duas ou três estações e o encerramento de centenas que não tenham o banco dos CTT associado.

"Esta estratégia vai deixar a maior parte dos concelhos deste país sem serviço postal. Estamos a falar de uma redução de centenas de estações e a maior parte vai ser nos distritos do interior ou em concelhos de baixa densidade que, estando no litoral, sofrem dos mesmos problemas", defendeu à Lusa o dirigente bloquista Carlos Couto.

As distritais do BE de Bragança, Vila Real, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja realizam conferências de imprensa simultâneas hoje, às 18:00, considerando que esses distritos serão os que "sofrem de forma mais violenta, no terreno, estes encerramentos".

"Estamos a falar do encerramento de todas as estações que não têm banco CTT e, em distritos com mais de vinte concelhos, ficam duas ou três estações. É destes números que estamos a falar, dessa razia por todo o território", defendeu o dirigente bloquista.

Carlos Couto, que integra o grupo de trabalho do Interior do Bloco de Esquerda, sublinha que a concessão está contratualizada até 2020 e que "o receio do BE é que, em 2020, já não haja estrutura para garantir o serviço postal público" e que "vá só sobrar um banco".

O BE vai entregar novamente iniciativas legislativas para que o serviço regresse à esfera pública, referiu o dirigente.

 

+ notícias: Política

Câmara do Porto envia equipas e 100 mil euros para hospital em Moçambique

A Câmara do Porto revelou esta quarta-feira à Lusa que vai disponibilizar “apoio de equipas pós-catástrofe” e 100 mil euros para a “reconstrução do hospital” da Beira, em Moçambique, de acordo com “necessidades” já identificadas por organizações não-governamentais.

Ministério garante que não tem intenção de obrigar recém-especialistas a ficar no SNS

O Ministério da Saúde assegurou por escrito aos médicos que o Governo não tem intenção de obrigar os clínicos que se formem no Serviço Nacional de Saúde a ficar no serviço público por um período mínimo de tempo.

Ex-procuradora Joana Marques Vidal acusa PJ Militar de agir ilegalmente no caso de Tancos

A antiga procuradora-geral da República Joana Marques Vidal revelou esta terça-feira que a Polícia Judiciária Militar (PJM) atuou de forma ilegal no processo que levou ao "achamento" do material militar furtado dos paióis de Tancos, em 2017.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.