Info

Taxa de abandono escolar recua em 2017 mas ainda longe da meta de 2020

Taxa de abandono escolar recua em 2017 mas ainda longe da meta de 2020
| País
Porto Canal com Lusa

Portugal continua a apresentar uma taxa elevada de abandono escolar precoce (12,6%), a sexta mais alta da União Europeia (UE) e longe da meta de 10% para 2020, segundo um relatório hoje divulgado pela Comissão Europeia.

A taxa de abandono escolar precoce em 2017 foi de 12,6%, acima da média europeia (UE 10,6%), uma melhoria face aos 17,4% de 2014 (UE 11,2%), mas ainda longe da média fixada nos objetivos Europa 2020, de 10%.

Segundo o Monitor da Educação e Formação 2018, hoje divulgado, Portugal "enfrenta um enorme desafio educacional, tendo mais de metade da população adulta frequentado apenas um nível baixo de escolaridade.

Traduzido em números, 52% da população residente entre os 25 e os 64 anos não têm ensino secundário ou superior (UE 22,5%).

No entanto, Bruxelas salienta que tem crescido o número de estudantes no ensino superior, particularmente no setor politécnico, mas as licenciaturas em áreas científicas e matemática estão abaixo da média da UE.

A população portuguesa entre os 30 e os 34 anos com ensino superior chegou, em 2017, aos 33,5% (UE 39,9%), sendo a meta para 2020 de 40%.

Em 2014, o rácio de população com ensino superior era de 31,3% (UE 37,9%).

No que toca ao ensino obrigatório, a proporção de alunos até aos 15 anos que não atingiram os objetivos na leitura era, no ano passado, de 17,2% (UE 19,7%), na matemática de 23,8% (UE 22,2%) e em ciências de 17,4% (UE 20,6%).

A taxa de emprego de licenciados aumentou de 69,4% em 2014 para 80,7%, no ano passado, abaixo das médias da UE: 76% e 80,2%, respetivamente.

+ notícias: País

Nascimentos em Portugal atingiram no primeiro trimestre valor mais alto em sete anos

O número de nascimentos em Portugal atingiu o valor mais elevado dos últimos sete anos no primeiro trimestre de 2019, período em que foram rastreados 21.348 recém-nascidos, de acordo com o número de "testes do pezinho" realizados.

25 de abril: a história da revolução vivida na cidade do Porto

Neste 25 de abril contamos-lhe a historia de como foi a revolução no Porto. Foi a partir do quartel, onde hoje são as consultas externas do hospital de são António, que saíram os capitães de abril para tomar o quartel general do regime. Vieram as forças especiais de Lamego, caso fosse necessária uma intervenção mais musculada, mas tudo decorreu de forma pacífica.

25 de abril: a história de José Carlos Almeida, o "preso sem nome"

O 25 de abril significou também a libertação dos presos políticos. Contamos a história do último homem a ser preso pelo regime dias antes da revolução. É a primeira vez o que José Carlos Almeida, conhecido como o "preso sem nome", grava uma entrevista para a televisão.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.