Info

Donald Trump volta a defender separação de famílias na fronteira com o México

Donald Trump volta a defender separação de famílias na fronteira com o México
| Mundo
Porto Canal com Lusa

O Presidente norte-americano, Donald Trump, voltou a defender este sábado a separação de famílias de imigrantes na fronteira com o México, encorajando todos os que "sentem" que vão ser separados a não entrarem no território.

"Se sentirem que haverá uma separação, então não venham", disse Trump em declarações à imprensa.

O Presidente voltou a defender duras políticas migratórias e não negou as informações avançadas pelo The Washington Post, que afirmou que o executivo está a preparar novas medidas que implicam, de novo, a separação de famílias na fronteira.

"Estamos a analisar tudo o que é possível no que diz respeito à imigração ilegal", acrescentou Trump, sem dar mais detalhes.

De acordo com o The Washington Post, que cita fontes da Casa Branca, uma das opções do Governo é manter juntas as famílias sob custódia durante os primeiros 20 dias de detenção, o tempo máximo permitido para reter um menor.

Depois desse período, os adultos terão de escolher entre duas opções: libertar as crianças, separando-se delas, ou mantê-las 'presas' consigo.

+ notícias: Mundo

Parlamento britânico chumba moção de censura ao Governo conservador de May

O Parlamento britânico rejeitou hoje uma moção de censura ao Governo conservador da primeira-ministra Theresa May, com 325 votos contra e 306 a favor.

Tripulantes de helicóptero que caiu ao mar no Rio de Janeiro resgatados com vida

Os quatro tripulantes de um helicóptero da polícia militar do estado brasileiro do Rio de Janeiro que caiu hoje por volta das 09:00 locais (11:00 em Lisboa), foram resgatados com vida, divulgaram as autoridades locais.

Petróleo rendeu ao Estado angolano quase 10.000 MEuro em 2018

Luanda, 16 jan (Lusa) - Angola arrecadou quase 10.000 milhões de euros em receitas fiscais com a exportação de petróleo em 2018, ficando aquém da meta traçada pelo Governo no Orçamento Geral do Estado (OGE).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.