Info

Tancos: Ex-diretor da PJM chamado ao Ministério Público

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 out (Lusa) -- O ex-diretor da Polícia Judiciária Militar (PJM) vai prestar declarações no Departamento Central de Investigação e Ação penal no dia 23 confirmou o seu advogado à agência Lusa.

Segundo Rui Baleizão, o coronel Luis Vieira foi hoje notificado para comparecer junto dos procuradores do DCIAP que investigam o aparecimento das armas roubadas em Tancos.

O advogado diz que ambos, ele e o seu cliente, estão tranquilos com a nova inquirição, alegando que "quem não deve não teme", referindo que desconhece a matéria que será abordada na inquirição.

O coronel Luis Vieira, um dos nove arguidos do caso, encontra-se em prisão preventiva desde o dia 28 de setembro.

Em 25 de setembro, a Polícia Judiciária deteve o diretor e outros três responsáveis da PJM, um civil, e três elementos do Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Loulé.

Segundo o Ministério Público, em causa estão "factos suscetíveis de integrarem crimes de associação criminosa, denegação de justiça, prevaricação, falsificação de documentos, tráfico de influência, favorecimento pessoal praticado por funcionário, abuso de poder, recetação, detenção de arma proibida e tráfico de armas".

O furto de material militar dos paióis de Tancos - instalação entretanto desativada - foi revelado no final de junho de 2017.

Entre o material furtado estavam granadas, incluindo antitanque, explosivos de plástico e uma grande quantidade de munições.

CC/CMP // PMC

Lusa/Fim

+ notícias: País

Vinte e quatro municípios não têm o plano municipal de combate aos fogos atualizado

Vinte e quatro municípios não têm o plano municipal de combate aos fogos atualizado. Entre eles estão o Porto e S. João da Madeira. O Ministro da Administração Interna admite coimas.

Autarquia de Viseu diz que solução encontrada para os doentes oncológicos não pode ser definitiva

O Centro Hospitalar Tondela-Viseu vai receber um reforço de médicos de Coimbra e Vila Real, para que os doentes oncológicos não sejam deslocados. Uma solução que resolve o problema no imediato mas autarquia e doentes dizem que não pode ser definitiva.

Aeródromo de Viseu vai ter centro de formação Aeronáutico

Depois de assinado um protocolo de colaboração com a autarquia de Viseu, o Instituto de Formação Aeronáutica vai instalar um centro de formação no aeródromo municipal para formar pilotos comerciais e também assistentes de cabine e técnicos de manutenção. A nova escola vem reforçar o investimento que está a ser feito na infraestrutura e apoiar o projeto de crescimento deste aerodromo.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.