Info

Ordem dos Médicos desconhece adiamentos de dois meses de cirurgias oncológicas

Ordem dos Médicos desconhece adiamentos de dois meses de cirurgias oncológicas
| País
Porto Canal com Lusa

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, disse hoje, em Braga, que não tem “conhecimento oficial” de cirurgias a doentes oncológicos adiadas por dois meses por causa das greves dos profissionais da saúde.

“Não tenho conhecimento oficial de nenhuma situação de adiamento de dois, três ou quatro meses de operações a doentes oncológicos. Mas, se existe, deve ser identificada para intervir”, referiu.

Miguel Guimarães reagia, assim, à notícia de hoje do Diário de Notícias, segundo a qual as greves dos profissionais de saúde já motivaram o adiamento por dois meses de cirurgias a doentes oncológicos.

“Vou estar muito atento”, referiu o bastonário, adiantando que vai contactar as direções clínicas e os diretores de serviço de todos os hospitais do país para aferir se há “algum fundo de verdade” nas situações reportadas.

Sublinhou que os doentes oncológicos que não são operados no dia marcado por motivo de greve o devem ser no dia seguinte ou na semana seguinte.

“Podem ser adiadas situações mais benignas para que as oncológicas tenham prioridade”, acrescentou.

+ notícias: País

Protesto de bombeiros profissionais antecede greve nos próximos dias

Os bombeiros profissionais vão estar em greve de quarta-feira a 02 de janeiro, com os Sapadores de Lisboa a começar a paralisação já esta noite, contra as propostas do Governo sobre estatuto e aposentação.

Ministério Público abre inquérito para apurar circunstâncias da queda do helicóptero do INEM

O Ministério Público abriu um inquérito para investigar a queda do helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) no sábado, no concelho de Valongo, que provocou quatro mortos, disse esta segunda-feira à Lusa fonte da Procuradoria-Geral da República.

Pólo criativo de multinacional 'abre portas' em Viseu

A Altice Portugal escolheu a cidade de Viseu para inaugurar o primeiro pólo da Altice Labs. Este novo pólo vai trabalhar com a sede em Aveiro e com os restantes pólos que vão ser criados pelo país.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.