Info

Tribunal da Madeira condenou homem que matou ex-companheira a 23 anos de prisão

| País
Porto Canal com Lusa

Funchal, Madeira, 11 out (Lusa) -- O homem que esfaqueou até à morte a ex-companheira, em abril de 2017, no Funchal, foi hoje condenado a 23 anos de prisão pelo Tribunal da Comarca da Madeira.

O arguido, preparador físico, com 44 anos, foi acusado dos crimes de homicídio qualificado, de violência doméstica da ex-companheira, que foi subdiretora da Loja do Cidadão no Funchal, e de resistência e coação sob funcionário [PSP].

O julgamento começou na Instância Central do Tribunal da Comarca da Madeira, a 24 de maio, tendo o coletivo presidido pela juíza Carla Meneses considerado que o arguido "agiu com o propósito de tirar a vida" da vítima.

AMB // MLS

Lusa/Fim

+ notícias: País

Crianças e jovens já pedem aos pais para retirarem conteúdos pessoais da internet

Crianças e jovens mostram-se críticos em relação à partilha ‘online’ de conteúdos pessoais sem o seu consentimento, segundo um inquérito sobre o uso da internet, que revela que um quinto das adolescentes pede aos pais a retirada desses conteúdos.

GNR detém dois homens no Aeroporto de Lisboa por contrabando de tabaco

Dois homens, de nacionalidade estrangeira, com 29 e 51 anos, foram detidos pela PSP, através da Divisão de Segurança Aeroportuária, por suspeita de contrabando de tabaco no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, no valor de 6.520 euros.

Adiadas 5.031 cirurgias até 19 de fevereiro devido à greve dos enfermeiros

A greve dos enfermeiros em blocos operatórios que decorre desde 31 de janeiro levou ao adiamento de 5.031 cirurgias até ao dia 19 de fevereiro nos dez hospitais abrangidos pela paralisação, segundo um balanço do Ministério da Saúde.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.