Info

Ministério pede esclarecimentos a inquérito sobre orientação sexual de alunos do Porto

| Norte
Porto Canal com Lusa

O Ministério da Educação (ME) pediu a uma escola do Porto esclarecimentos sobre um inquérito em que alunos do 5.º ano são questionados sobre a opção sexual, concretamente se se sentem "atraídos por homens, mulher ou ambos".

Atualizado 11-10-2018 12:58

A informação foi adiantada à Lusa por fonte oficial do ME, depois de questionada sobre a "ficha sociodemográfica" distribuída no âmbito da disciplina "Cidadania" a pelo menos a uma turma de estudantes de 09 e 10 anos da escola básica (EB) Francisco Torrinha, segundo informações divulgadas nas redes sociais e confirmadas junto de encarregados de educação.

"O ME não conhecia o inquérito em questão. Sabe-se, para já, que é um caso isolado. O ME está a apurar informação junto do estabelecimento escolar em causa", lê-se na resposta da tutela.

Contactada pela Lusa, a Associação de Pais indicou a intenção de realizar uma reunião com a coordenação da escola para clarificar o caso, não pretendendo, antes disso, fazer declarações sobre o assunto.

A Lusa tentou também, sem sucesso, obter uma reação da coordenação da Escola Francisco Torrinha e da sede do agrupamento, a Escola Garcia de Orta.

De acordo com um encarregado de educação ouvido pela Lusa, numa reunião de pais dos alunos do 5.º ano os responsáveis pelos alunos "foram avisados da existência" da disciplina "Cidadania", no âmbito da qual "se abordariam temas como as relações interpessoais e violência no namoro".

Os encarregados de educação receberam um papel em casa para autorizar a participação dos seus filhos nesta disciplina, mas não esperavam que fossem colocadas questões como estas, acrescentou o mesmo encarregado de educação.

+ notícias: Norte

Dois homens encapuzados assaltam idosa no Porto e sequestram empregada

Dois indivíduos encapuzados, fazendo uso da empregada da limpeza, entraram hoje na casa de uma idosa na zona da Foz, no Porto, para realizar um furto, revelou à Lusa fonte da PSP.

Confusão na Loja do Cidadão no Porto obriga a intervenção da PSP

A PSP foi chamada a intervir, na tarde desta segunda-feira, na Loja do Cidadão, nas Antas, no Porto, depois de dezenas de pessoas se juntarem à porta e criarem confusão por não conseguirem ouvir a chamada e por não conseguirem entrar. De lembrar que as Lojas do Cidadão abriram portas hoje mas o acesso é feito mediante marcação.

Covid-19: Portugal com 1.424 (+14) mortos e 32.700 (+200) infetados

Portugal regista hoje 1.424 mortes relacionadas com a covid-19, mais 14 do que no domingo, e 32.700 infetados, mais 200, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.