Info

Vistos Gold: Investimento acumulado ultrapassou os 4.000 ME em setembro

Vistos Gold: Investimento acumulado ultrapassou os 4.000 ME em setembro
| Economia
Porto Canal com Lusa

O investimento acumulado através da atribuição de vistos 'gold' ultrapassou os 4.000 milhões de euros em setembro, mês em que o montante captado recuou 19% face a agosto, para 37 milhões de euros.

De acordo com os dados estatísticos do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), em quase seis anos -- o programa de Autorização de Residência para atividade de Investimento (ARI) lançado em outubro de 2012 --, o investimento acumulado totalizou 4.004.151.394,98 euros em setembro, com a aquisição de bens imóveis a somar 3.630.878.531,35 euros.

A concessão de vistos 'gold' pelo critério de transferência por capital totalizou 373.272.863,63 euros no final do mês passado.

Em setembro, o investimento atingiu os 37.042.550,61 euros, uma descida de 19% face aos 45.697.573 euros obtidos em agosto.

Deste montante, 3.128.103,44 euros corresponderam ao investimento captado por via da transferência de capital e 33.914.447,17 euros por via do critério da aquisição de bens imóveis.

Desde a criação deste instrumento, que visa a captação de investimento, foram atribuídos 6.562 ARI: dois em 2012, 494 em 2013, 1.526 em 2014, 766 em 2015, 1.414 em 2016, 1.351 em 2017 e 1.009 em 2018.

+ notícias: Economia

Vários comboios suprimidos no Natal e Ano Novo devido à baixa procura

Mais de duas dezenas de ligações ferroviárias, entre Intercidades e Alfa-Pendulares, serão suprimidas nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 01 de janeiro de 2019, à semelhança de anos anteriores, devido à fraca procura.

Trabalhadores dos CTT lançam petição para Estado entrar no capital social

Um grupo de trabalhadores dos CTT lançou este domingo uma petição a pedir a participação do Estado no capital social da empresa privada para defesa do Serviço Universal Público e a recolha de assinaturas decorre até 31 de dezembro.

Subida do salário mínimo para 635 euros no Estado abrange 70 mil

O Ministério das Finanças estima que o aumento da remuneração mínima na administração pública, de 580 para 635 euros, proposta na sexta-feira aos sindicatos, abranja "cerca de 70 mil trabalhadores no próximo ano", disse este sábado fonte oficial à Lusa.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.