Info

Festival Queer Porto abre com escritor Dennis Cooper como convidado

| Norte
Porto Canal com Lusa

Porto, 10 out (Lusa) -- A 4.ª edição do Queer Porto -- Festival Internacional de Cinema Queer regressa hoje ao Teatro Municipal Rivoli, com o documentário "Bixa Travesty", de Claudia Priscilla e Kiko Goifman, e conta com o escritor norte-americano Dennis Cooper.

Dennis Cooper, autor de 11 novelas e de vários livros de poesia e não-ficção, está no festival para apresentar "Permanent Green Light", filme que correalizou com Zac Farley, e para um encontro com espetadores.

Do cartaz do Queer fazem parte o programa "As Pinturas Fílmicas de Carolee Schneemann", sobre o trabalho da performer norte-americana, um conjunto de documentários sobre a influência da cultura queer no mundo da moda, performances dos Mont de Dutor e de Liad Hussein Kantorowicz, e um concerto de Alexander Geist.

No âmbito do programa dedicado à moda serão exibidos os documentários "We Margiela", "Kevyn Aucoin -- Beauty & the beast in me" e "George Michael: Freedom -- Director's Cut".

Nesta edição, o programa Queer Pop, que decorre no Maus Hábitos, é dedicado aos The Knife/Fever Ray. O Maus Hábitos irá acolher ainda, no âmbito do festival, a performance "Pussy. Na ongoing performative research", de Liad Husssein Kantorowicz, que aborda e denuncia questões ligadas à discriminação contra as mulheres, e o concerto de Alexander Geist, que apresenta o seu mais recente trabalho, "Speculative".

Na Mala Voadora, será apresentado o espetáculo "#LOSMICRÓFONOS", do grupo espanhol Mont de Dutor, "que sugere um mergulho num universo comum que nos rodeia constantemente: a cultura pop".

Na competição oficial, com um prémio no valor de três mil euros, pela compra dos direitos de exibição pela RTP2, concorrem oito longas-metragens de ficção ou documentais: "1985", de Yen Tan, "Call her Ganda", de PJ Raval, "Permanent Green Light", de Dennis Cooper e Zac Farley, "The rest I make up", de Michelle Memran, "Soldiers. Story from Ferentari", de Ivana Mladenovic, "L'Animale", de Katharina Mückstein, "Dykes, Camera, Action!", de Caroline Berler, e "Les Garçons Sauvages", de Bertrand Mandico.

Além da competição oficial, irá realizar-se a competição "In my Shorts", de filmes de escolas portugueses, cujo vencedor recebe um prémio em equipamento vídeo, no valor de 400 euros, e formação na Escola Restart, no valor de 500 euros.

No ãmbito do festival, um documentário sobre Mapplethorpe será exibido no auditório de Serralves.

"Shéhérazade", de Jean-Bernard Marlin, é o filme de encerramento do festival, no próximo domingo.

SYF (JRS/MAG) // MAG

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Greve paralisou Metro do Porto com adesão de "98 a 99%"

A greve desta segunda-feira dos "cerca de 200" profissionais da ViaPorto ao serviço da Metro do Porto teve uma "adesão entre os 98% e os 99%", levando a uma paralisação quase total, segundo o sindicato.

Todas as corporações de bombeiros de Bragança aderiram ao protesto da Liga

O presidente da Federação Distrital dos Bombeiros de Bragança, Diamantino Lopes, adiantou hoje que todas as corporações de bombeiros desta região aderiram ao protesto da Liga, escusando-se a responder e reportar à Proteção Civil.

Estações vazias e autocarros cheios marcam manhã de greve do metro em Gaia

Estações desertas, mais táxis a circular e autocarros cheios é o cenário nesta segunda-feira de manhã em Vila Nova de Gaia, um dos pontos mais requisitados para o acesso ao Porto, em dia de greve do metro.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.