Info

Prisão preventiva para suspeito de ter matado a mãe em Ribeira de Pena

| Norte
Porto Canal com Lusa

O Tribunal de Vila Pouca de Aguiar decretou esta terça-feira a prisão preventiva para o agricultor de 38 anos suspeito de ter matado a mãe em Bragadas, no concelho de Ribeira e Pena.

Atualizado 10-10-2018 12:22

Fonte judicial disse que o arguido está indiciado pelos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver.

A mulher de 67 anos foi dada como desaparecida na quinta-feira, ao final da tarde, por um familiar, e nesse mesmo dia a GNR e os bombeiros de Ribeira de Pena iniciaram buscas.

No entanto, devido a um historial de violência doméstica, a GNR suspeitou de um crime e chamou a PJ, que assumiu a investigação do caso.

Hoje, em comunicado, a Unidade Local de Investigação Criminal de Vila Real anunciou que procedeu à identificação e detenção do homem pela presumível autoria dos crimes de homicídio e profanação de cadáver.

Os factos, segundo a PJ, ocorreram na quinta-feira, cerca das 18:30, na berma da Estrada Nacional 312, em Ribeira de Pena.

A Judiciária explicou que, "na sequência de uma discussão por motivo fútil, o suspeito terá agredido sua mãe, provocando-lhe a morte".

Até ao momento não há indicações do corpo ter sido encontrado.

O detido foi presente a interrogatório judicial no Tribunal de Vila Pouca de Aguiar, que decidiu aplicar a medida de coação mais gravosa.

+ notícias: Norte

Autarca garante "compromisso" de que linhas de metro na Maia "avançarão"

A Câmara da Maia disse hoje ter o "compromisso" da Área Metropolitana do Porto (AMP) de que as linhas de metro em projeto para aquele concelho "avançarão", frisando que o contrário "só poderia acontecer por maldade ou cegueira".

Região Norte regista mais de metade das novas infeções de Covid-19

Mais de metade dos novos casos de covid-19 contabilizados hoje situam-se na região Norte ao registar quase duas mil das 3.270 infeções das últimas 24 horas, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Felgueiras, Lousada e Paços de Ferreira com dever de permanência no domicílio

Os concelhos de Felgueiras, Lousada e Paços de Ferreira, onde os casos de covid-19 têm estado a aumentar nos últimos dias, vão ter em vigor o dever de permanência no domicílio a partir das 00:00 de sexta-feira, decretou hoje o Governo.

Atualizado 22-10-2020 19:14

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.