Info

OE2019: Pagamento especial por conta termina no próximo ano - Pedro Nuno Santos

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 09 out (Lusa) - O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares afirmou hoje que as pequenas e médias empresas terão "uma vitória" com a proposta do Governo de Orçamento do Estado para 2019, já que terminará o pagamento especial por conta.

Pedro Nuno Santos falava aos jornalistas depois de ter estado ao lado do ministro das Finanças, Mário Centeno, na Assembleia da República, numa série de reuniões com os partidos com representação parlamentar para a apresentação das linhas gerais da proposta do Governo de Orçamento do Estado para 2019.

"Este é o Orçamento que termina com o pagamento especial por conta. Essa é uma vitória das pequenas e médias empresas", declarou o membro do Governo, depois de ter recusado a ideia de que a estratégia económica do Governo minoritário socialista se baseia num dualismo entre pessoas e empresas, em prejuízo destas últimas.

"Vamos ouvindo alguns comentadores, que ainda não conhecem o Orçamento, dizer que a proposta do Governo não vai ter nada para as empresas. Essa crítica não é nova e essa separação entre portugueses e empresas não existe", começou por reagir Pedro Nuno Santos.

O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares contrapôs depois a tese segundo a qual "a melhoria do rendimento das famílias beneficia as próprias empresas, que passam a dispor de uma procura maior para poderem vender".

PMF // JPS

Lusa/fim

+ notícias: Política

Vila Real e Bragança são dos distritos com mais eleitores 'fantasma'

Há mais 796 mil eleitores em Portugal do que pessoas habilitadas a votar e é em Vila Real, nos Açores e em Bragança que há mais eleitores quase fantasma. A emigração pode ser uma das razões.

Dezenas de autarcas constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis está entre as dezenas de autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Um processo que já levou à prisão preventiva do antigo presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal Melchior Moreira, por suspeitas de crimes de participação económica em negócio, falsificação e corrupção.

Conheça a nova constituição do Governo

                   

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.