Info

Banda desenhada portuguesa sobre alterações climáticas nomeada para prémio internacional

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 24 set (Lusa) - Uma banda desenhada portuguesa sobre alterações climáticas, em que cientistas portugueses reais são personagens, está nomeada para um prémio internacional que distingue as melhores formas de comunicar temas científicos.

O prémio de 3.000 euros é co-patrocinado pelo Centro Europeu para as Alterações Climáticas e pelo Festival da Terra e "Reportagem Especial - Adaptação às Alterações Climáticas em Portugal" é o único concorrente da Península Ibérica para uma votação que decorrerá também pela Internet.

O investigador Filipe Duarte Santos, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, é um dos cientistas retratados na banda desenhada, em que uma equipa de jornalistas recorre a vários especialistas em alterações climáticas para fazer uma reportagem sobre o tema.

Criado no âmbito do ClimAdaPT.Local, projeto europeu para adaptação às alterações climáticas a nível local, o livro, que concorre ao prémio com 41 outras entradas, foi distribuído gratuitamente a alunos de escolas e está disponível na Internet em versão digital.

O argumento é de Bruno Pinto, também investigador de ciências marinhas, o desenho de Penim Loureiro e a cor de Quico Nogueira, que quiseram criar "uma ferramenta de comunicação de ciência sobre alterações climáticas acessível a todos".

APN // JMR

Lusa/fim

+ notícias: País

Crianças são as mais afetadas pela pobreza em Portugal e há cerca de 330 mil em risco

Cerca de 330 mil crianças estão em risco de pobreza em Portugal, sendo que o grupo etário até aos 18 anos é o mais afetado, o que significa que há mais crianças pobres do que adultos ou idosos.

Dezanove pessoas morreram nas praias portuguesas durante a época balnear 2019

Dezanove pessoas morreram nas praias portuguesas durante a época balnear, que terminou na segunda-feira, na qual foram registados 502 salvamentos e 786 ações de primeiros socorros, divulgou hoje a Autoridade Marítima Nacional.

200 enfermeiros vão ter que devolver aumentos salariais

Cerca de 200 enfermeiros estão a ser chamados pelos hospitais para devolver os supostos aumentos salariais resultantes do descongelamento das progressões das carreiras. O sindicato defende que se trata apenas de ajustamentos na tabela e ameaçam levar o caso a tribunal.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.