Jornal Diário Jornal das 13

Sérgio Oliveira renova até 2021

| FC Porto
Porto Canal com fcporto.pt

Sérgio Oliveira renovou contrato com o FC Porto até 30 de junho de 2021. O médio português de 26 anos prolongou desta forma a sua ligação ao clube portista.

Nascido em Paços de Brandão a 2 de junho de 1992, Sérgio Oliveira chegou ao FC Porto em 2002 e fez a estreia com a camisola azul e branca a 17 de outubro de 2009, frente ao Sertanense (4-0), para a Taça de Portugal, com apenas 17 anos.

Após períodos de empréstimo e a saída em definitivo para o Paços de Ferreira, o médio regressou ao FC Porto em 2015, foi cedido temporariamente ao Nantes na segunda metade da temporada 2016/17 e conquistou definitivamente o seu espaço no plantel durante a época passada.

Sérgio Oliveira contabiliza 56 golos e 7 golos pela equipa principal do FC Porto. Na última quinta-feira fez a estreia pela Seleção Nacional.

Momento de alegria e responsabilidade
“É um momento de muito orgulho poder estender o meu contrato com o clube do meu coração, o clube que fez o jogador e a pessoa que sou hoje. Tentarei retribuir da melhor forma possível. É um momento de alegria, porque vês o teu trabalho reconhecido, mas também de maior responsabilidade. A partir de agora estás num patamar diferente. Como jogador, as pessoas já te olham de uma forma completamente diferente e é o momento de se calhar trabalhar ainda mais e não facilitar em nada, porque a responsabilidade é maior.”

Retribuir da melhor forma possível
“No futebol, nem toda a gente consegue seguir uma linha reta. O meu percurso teve alguns percalços, tive de crescer como pessoa e aprender a ter também algumas regras como profissional. Graças a Deus, tive pessoas que me foram aconselhando da melhor forma possível ao longo deste tempo. É um motivo de orgulho poder chegar aos 26 anos e ser reconhecido pela humildade e pelo trabalho, ser reconhecido pelo clube. A extensão do meu contrato é algo de que tenho de me orgulhar, mas agora é o momento de responsabilidade para retribuir da melhor forma possível, para continuar com o meu trabalho e continuar a dar títulos a estes adeptos e a este clube.”

O que mudou desde a estreia em 2009
“Mudou muita coisa, na altura tinha 17 anos e não tinha sequer maturidade suficiente para lidar com tudo o que se passou naquela altura. Fez parte do meu crescimento, do meu trajeto, mas não me arrependo de nada, estou onde queria estar no dia de hoje. Se demorou mais ou menos tempo, não importa. Se calhar esse tempo foi necessário para moldar os meus comportamentos. Sinto-me orgulhoso da pessoa que sou hoje, do trabalho que tenho vindo a fazer e espero continuar a sentir-me orgulhoso daqui para a frente.”

Seleção foi justo prémio pelo trabalho no FC Porto?
“Não sei se foi justo ou não. Trabalho primeiramente para poder jogar aqui e para poder a cada domingo dar o meu máximo e ajudar a equipa. Mas claro que é uma satisfação muito grande seres reconhecido pelo selecionador e poderes jogar pelo teu país.”

+ notícias: FC Porto

FC Porto Sub-17 vence em casa por 11-0 o NDS Guarda

A equipa de Sub-17 do FC Porto goleou neste domingo o NDS Guarda, por 11-0, na 5.ª jornada da 1.ª fase do Campeonato Nacional de Juniores B. Os Dragões tinham prometido uma resposta à altura depois do empate frente ao Sporting de Espinho e cumpriram o objetivo.

Sérgio Conceição: "Era importante dar esta demonstração de força"

Depois do empate em Gelsenkirchen, e recordado daquilo que aconteceu na época passada após outros jogos da Liga dos Campeões, Sérgio Conceição estava determinado a vencer em Setúbal. O FC Porto conseguiu-o e, de acordo com o treinador, com toda a justiça. No final, reprovou o relvado, aplaudiu o adversário e disse que a sua equipa podia ter feito mais golos.

Atualizado 23-09-2018 11:36

Herrera: "Estou muito feliz pelos 200 jogos e espero fazer muitos mais"

Depois da vitória em Setúbal, onde completou o jogo 200 com a camisola do FC Porto, o capitão Héctor Herrera sublinhou a importância da conquista dos três pontos no percurso para a revalidação do título e assumiu que a oportunidade de poder vestir a camisola do FC Porto é, só por si, “um orgulho” para ele.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.