Info

Presidente da República espera conclusões da investigação de Tancos dentro "de dias ou de semanas"

Presidente da República espera conclusões da investigação de Tancos dentro "de dias ou de semanas"
| Política
Porto Canal com Lusa

O Presidente da República declarou esta segunda-feira ter "uma forte esperança" de que as conclusões da investigação criminal ao desaparecimento de material militar de Tancos sejam conhecidas dentro "de dias ou de semanas - e não de meses".

Marcelo Rebelo de Sousa falava em resposta aos jornalistas, durante uma visita ao Centro de Educação para o Cidadão com Deficiência (CECD), no concelho de Sintra.

"Estamos, penso eu, na ponta final da investigação criminal. E essa investigação criminal irá apurar, certamente, factos e eventuais responsáveis. E eu hoje tenho uma forte esperança que seja uma questão de dias ou de semanas e não de meses, portanto, que estejamos mesmo muito próximos do conhecimento das conclusões da investigação criminal", afirmou.

Questionado se lhe deram sinais de que em breve haverá conclusões da investigação judicial ao desaparecimento de material militar do Paiol de Tancos, em Santarém, o chefe de Estado e Comandante Supremo das Forças Armadas respondeu: "É a minha convicção".

"Olhando para o tempo decorrido e olhando para as questões em apreço, tenho muita esperança que seja, como disse, uma questão de dias, de semanas e não de meses", reiterou.

+ notícias: Política

Governo vai contratar mil funcionários para as escolas

O Ministério da Educação vai contratar mais mil funcionários para as escolas e criar uma bolsa que permita aos diretores substituir trabalhadores que estejam de baixa médica, duas medidas aplaudidas pelos diretores escolares.

Moção do CDS-PP 'chumbada' pelas bancadas do PS, BE, PCP, Verdes e PAN

A moção de censura do CDS-PP ao Governo foi hoje 'chumbada' pelas bancadas do PS, BE, PCP, Verdes e PAN, contando com votos favoráveis dos democratas-cristãos e do PSD.

Câmara do Porto acusa Pizarro (PS) de "determinar" há três anos despejo de reclusa

A Câmara do Porto liderada pelo independente Rui Moreira acusou esta quarta-feira o ex-vereador da Habitação Manuel Pizarro, do PS, de “determinar” em 2016 o despejo concretizado “em janeiro de 2019” a uma inquilina condenada a pena de prisão.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.