Info

Vítimas mortais de acidente em Mira são menores de idade - GNR

| País
Porto Canal com Lusa

Mira, Coimbra, 12 ago (Lusa) - As duas vítimas mortais do acidente que provocou ainda 10 feridos, um em estado grave, em Mira, distrito de Coimbra, são menores de idade, disse fonte da GNR.

Fonte do comando territorial de Coimbra da GNR disse desconhecer, nesta altura, as idades dos dois mortos, afirmando apenas que "são menores", mas fonte da autarquia local disse à Lusa que se trata de um menino e de uma menina, embora sem adiantar as suas idades.

O acidente, cujo alerta foi dado às 10:20 de hoje, ocorreu na variante que liga as localidades de Mira e Praia de Mira, no litoral norte do distrito de Coimbra, envolveu três viaturas ligeiras e resultou em dois mortos e oito feridos, um em estado grave, divulgou o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS).

Já de acordo com a fonte da Câmara Municipal, os oito feridos, "todos adultos, não são de Mira" e pertencem a duas famílias das zonas Centro e Norte do país.

O acidente, de acordo com a mesma fonte, decorreu de uma colisão frontal entre duas viaturas "numa zona entre duas rotundas, com muito bom piso, uma reta com muita visibilidade".

A terceira viatura envolvida despistou-se e capotou fora da estrada.

No local, nas operações de socorro, estão 44 operacionais apoiados por 17 viaturas e um meio aéreo.

JLS // VM

Lusa/Fim

+ notícias: País

84% das corporações de bombeiros deixaram de reportar informações aos CDOS

A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) revelou hoje que 84% das corporações de bombeiros deixaram de reportar aos comandos distritais de operações de Socorro (CDOS) qualquer informação operacional, protesto que a LBP diz ir continuar "por tempo indeterminado".

Chuva regressa a Portugal continental a partir de quarta-feira

O estado do tempo em Portugal continental vai mudar a partir de quarta-feira, dia em que se prevê períodos de chuva a partir do final da tarde em todo o território, disse à Lusa a meteorologista Paula Leitão.

Proteção Civil do Porto avisa que os bombeiros podem perder receita se não reportarem ocorrências

O presidente da Comissão Distrital da Proteção Civil do Porto, Marco Martins, disse esta segunda-feira que não reportar as ocorrências ao Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) pode significar "perda de receita" para os corpos de bombeiros.

Atualizado 11-12-2018 11:46

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.