Info

Portugal no mercado na 4.ª feira para emitir até 1.000ME de dívida de curto prazo

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 10 ago (Lusa) - Portugal volta ao mercado na próxima semana para emitir até 1.000 milhões de euros em dois leilões de Bilhetes de Tesouro (BT) a três e a 11 meses, segundo confirmou hoje o IGCP.

Numa nota à comunicação social, a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) diz que vai realizar, no próximo dia 15 de agosto, pelas 10:30, dois leilões das linhas de BT com maturidades em 16 de novembro e 19 de julho de 2019, com um montante indicativo global entre 750 milhões e 1.000 milhões de euros.

Este duplo leilão já estava previsto entre as três idas ao mercado para financiamento de curto prazo agendadas para o terceiro trimestre deste ano, segundo o programa de financiamento do IGCP,

A emissão agendada para quarta-feira é comparável com os dois leilões de BT que ocorreram em junho, que também tinham maturidades a três e a 11 meses.

Na altura, Portugal emitiu 300 milhões de euros a três meses a uma taxa de juro de -0,399% e 950 milhões de euros a 11 meses a uma taxa de juro de -0,290%.

SP // CSJ

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Portugal com taxa de risco de pobreza de 23,3%, abaixo da média da UE

Portugal apresentava em 2017 uma taxa de 23,3% de pessoas em risco de pobreza ou exclusão social, acima da média da União Europeia (UE 22,5%) mas 2,7 pontos abaixo da de 2008, divulgou hoje o Eurostat.

Governo não atualiza IRS e ameaça contribuintes que tenham aumentos salariais

Os escalões do IRS não vão sofrer qualquer atualização em 2019, segundo a proposta de Orçamento do Estado entregue segunda-feira no parlamento, o que poderá penalizar os contribuintes que venham a ter aumentos salariais.

Funcionários públicos recebem metade da progressão em janeiro

Os funcionários públicos que tiverem direito a progredir em 2019 vão receber metade do acréscimo salarial em janeiro, 75% em maio e 100% em dezembro, segundo a proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) entregue esta terça-feira no parlamento.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.