Jornal Diário Jornal das 13

Obra no intercetor de rio Tinto altera tráfego entre Gondomar e Porto

Obra no intercetor de rio Tinto altera tráfego entre Gondomar e Porto
| Norte
Porto Canal com Lusa

As câmaras do Porto e de Gondomar alertaram esta sexta-feira que a obra no intercetor de Rio Tinto, projeto partilhado e que envolve cerca de nove milhões de euros, vai obrigar a alterações temporárias no tráfego entre estes dois concelhos.

Com notas idênticas publicadas no ‘site' e redes sociais, Gondomar e Porto apontam que a ponte de Rio Tinto, na rua Afonso de Albuquerque, estará cortada ao trânsito a partir de segunda-feira.

A artéria em causa está situada em Gondomar, mas o condicionamento tem repercussões na mobilidade com o Porto, sendo expectativa dos responsáveis camarários que esta situação se prolongue ao longo de cinco meses.

As câmaras garantem que serão apontadas alternativas à circulação de veículos particulares e autocarros de transporte público e nas páginas dos dois Municípios é possível encontrar mapas com indicações de rotas, nomeadamente alterações ao nível dos transportes da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP), Gondomarense e Valpi.

Em causa está uma obra iniciada em junho de 2017 que tem três frentes de empreitada.

O objetivo é, descreve a câmara do Porto na sua página oficial, é criar um espaço verde e de lazer na Área Metropolitana do Porto, unindo o Parque Urbano de Rio Tinto, que terá 36.500 metros quadrados, e o Parque Oriental da Cidade do Porto, que aumentará para 20 hectares.

Já o presidente da autarquia de Gondomar, Marco Martins, descreveu esta semana nas redes sociais: "Visitamos a obra do intercetor do rio Tinto e demos uma caminhada no futuro passadiço. Uma obra emblemática para Gondomar, para o Porto e para toda a Área Metropolitana. A execução da obra implicará alguns constrangimentos de trânsito, mas todos compreenderão que é por uma boa causa".

Sobre a obra geral, trata-se da colocação de um equipamento entre as estações de tratamento de águas residuais (ETAR) do Meiral, em Gondomar, e do Freixo, no Porto, projeto cuja candidatura ao Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) foi aprovada em dezembro de 2015. O montante aprovado ronda os nove milhões de euros.

+ notícias: Norte

Vespa asiática continua a provocar quebras na produção de mel em Portugal

A vespa asiática está atacar colmeias e a provocar quebras na produção de mel. A Quercus diz que desde 2011 que alerta para a necessidade de se criar uma estratégia para acabar com os problemas provocados por esta espécie invasora.

Voluntários de Chaves recolhem cinco mil litros de lixo das florestas

Dezenas de jovens voluntários limparam a floresta no concelho de Chaves. A recolha de lixo da associação "Inspira" tem como objetivo evitar incêndios. Desde julho, foram ja recolhidos cinco mil litros de lixo.

Homem esfaqueia dois jovens à porta de discoteca no Porto

Dois jovens com 19 e 20 anos foram esfaqueados à porta de uma discoteca na rua da Alegria, na cidade do Porto, na manhã desta terça-feira, disse ao Porto Canal fonte da Polícia de Segurança Pública (PSP).

(em atualização)

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Olá Maria!

Trend(i) - diferentes tipos de bolsas...

N'Agenda

Exposição 'Amor com amor...