Info

Costa e Marcelo articulam deslocações a Monchique

Costa e Marcelo articulam deslocações a Monchique
| Política
Porto Canal com Lusa

O primeiro-ministro vai deslocar-se às zonas afetadas pelo incêndio de Monchique com os governantes das áreas da habitação, agricultura, segurança social e turismo, numa visita de trabalho articulada com o Presidente da República, que irá depois ao terreno.

Fonte do gabinete do primeiro-ministro informou hoje à agência Lusa que António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa articularam entre si as deslocações a Monchique, ainda sem datas marcadas, após ter sido dominado hoje o fogo que deflagrou nesta zona do Algarve há uma semana.

As deslocações estão organizadas em três fases, acrescentou a mesma fonte.

A primeira é a deslocação do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, que acontece hoje.

Segue-se a deslocação liderada pelo primeiro-ministro numa vertente executiva e numa terceira fase, acontecerá a deslocação do Presidente da República também para se inteirar da situação.

António Costa irá acompanhado por responsáveis das pastas da habitação, agricultura, segurança social e turismo para terem reuniões com os autarcas de Monchique, Silves e Portimão, bem como com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve e a Associação de Municípios do Algarve.

O objetivo, adiantou a fonte do gabinete do primeiro-ministro, é fazer um ponto de situação da necessidade imediata de apoios e estudar as respostas a dar às populações.

segunda comandante operacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar, deu hoje o incêndio que lavra há uma semana em Monchique como dominado, mas sublinhou que ainda não é o momento de cruzar os braços.

+ notícias: Política

Rio não responde a críticas internas porque não tem de dialogar para dentro do PSD

O presidente do PSD, Rui Rio, desvalorizou hoje as críticas internas de concelhias sociais-democratas, dizendo que a sua função é a de “dialogar para fora e não para dentro” do partido.

Autarca de freguesia de Ponte de Lima demite-se após arranque de central de betuminoso

O presidente da Junta de Arcozelo, Ponte de Lima, disse esta quarta-feira ter apresentado a demissão na sequência do início de produção de uma central de betuminoso, considerando que irá "transformar a freguesia no caixote do lixo industrial do concelho".

Atualizado 21-08-2019 16:14

Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas diz que Antram não quis evitar possível greve "por 50 euros"

O advogado do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), Pedro Pardal Henriques, disse hoje à saída de uma reunião com o Governo que a Antram "não quis evitar uma possível greve por 50 euros".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.