Info

Nova Zelândia planeia proibir sacos plásticos até julho de 2019

Nova Zelândia planeia proibir sacos plásticos até julho de 2019
| Mundo
Porto Canal com Lusa

A Nova Zelândia planeia proibir sacos plásticos descartáveis até julho de 2019, com o objetivo de proteger o meio ambiente nas suas zonas costeiras, disse hoje a primeira-ministra Jacinda Ardern.

Os neozelandeses usam centenas de milhões de sacos plásticos por ano, uma situação que a Nova Zelândia quer inverter, sublinhou a governante.

As duas principais cadeias de supermercados da Nova Zelândia já anunciaram os seus próprios planos para eliminar os sacos plásticos até o final deste ano.

Vários países e estados introduziram proibições ou restrições à utilização de sacos plásticos descartáveis, incluindo França, Bélgica, China, Havai e Califórnia.

Na Austrália, uma grande cadeia de supermercados anunciou a intenção de passar a cobrar pela disponibilização dos sacos plásticos, mas acabou por recuar depois de ter sido confrontada com queixas dos clientes.

+ notícias: Mundo

Donald Trump volta a defender separação de famílias na fronteira com o México

O Presidente norte-americano, Donald Trump, voltou a defender este sábado a separação de famílias de imigrantes na fronteira com o México, encorajando todos os que "sentem" que vão ser separados a não entrarem no território.

Acidente de viação na Grécia faz 11 mortos, possivelmente migrantes

A polícia grega disse ter recuperado os corpos de 11 pessoas que acredita serem migrantes recentemente chegados da Turquia, depois de o carro em que seguiam ter tido um acidente no norte da Grécia, adiantou a AP.

Raiva matou 36 pessoas este ano na província angolana do Bié

Luanda, 17 out (Lusa) - A raiva provocou a morte de 36 pessoas este ano na província angolana do Bié, centro do país, segundo dados avançados hoje pelo supervisor provincial de vigilância epidemiológica, Freitas Satchinguangua.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.