Info

Associação de Profissionais da Guarda fala em "caos" no atendimento 112 no Porto

Associação de Profissionais da Guarda fala em "caos" no atendimento 112 no Porto
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Associação Profissionais da Guarda (APG/GNR) referiu hoje que o serviço de atendimento do 112 que assegura as chamadas urgentes nos distritos do Norte e Centro do país está a viver um "período de caos" por falta de operacionais, o que cria "atrasos".

Em declarações à agência Lusa, o presidente da APG/GNR, César Nogueira, apontou que "o serviço de 112 do Porto deveria ter 60 operacionais, mas atualmente só conta com 46".

Ainda de acordo com a mesma fonte, estão a ser feitos três turnos diários, cada um com seis ou oito pessoas quando todos, aponta a associação, "deveria 12 operacionais".

"Aliás é por causa disso que existem 12 postos de trabalho no serviço. Isto foi criado no final do ano passado, início o atual [antes o serviço estava centralizado a nível nacional no posto de atendimento do Sul], mas nunca funcionou a 100%. Naturalmente que nas férias e numa fase em que há incêndios, o caos é maior", disse César Nogueira.

A agência Lusa procurou obter uma reação junto do Ministério da Administração Interna, que remeteu para a Polícia de Segurança Pública.

No entanto, esta força policial apontou que não faria comentários sobre o tema.

+ notícias: Norte

Estrada A29 reaberta nove horas depois de ter sido cortada em Gaia

A circulação no sentido sul/norte da A29, em São Félix da Marinha (Gaia), foi esta terça-feira retomada às 16h20, nove horas após o corte devido a um acidente com um pesado e cinco ligeiros, disseram fontes oficiais.

Leça da Palmeira: Monte de Santana pode estar a colocar em risco moradores

Os moradores que vivem junto ao Monte de Santana, em Leça da Palmeira, estão alarmados com a constante queda de pedras do talude. A Câmara Municipal de Matosinhos diz que essa parte do terreno é responsabilidade dos moradores e não da autarquia mas garante que não há perigo de derrocada. Ainda assim, quem ali mora, sente-se inseguro.

Greve paralisou Metro do Porto com adesão de "98 a 99%"

A greve desta segunda-feira dos "cerca de 200" profissionais da ViaPorto ao serviço da Metro do Porto teve uma "adesão entre os 98% e os 99%", levando a uma paralisação quase total, segundo o sindicato.

Atualizado 11-12-2018 11:30

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.