Info

PJ deteve homem suspeito de atear incêndio em residência na Póvoa de Varzim

PJ deteve homem suspeito de atear incêndio em residência na Póvoa de Varzim
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Polícia Judiciária detenção um homem “fortemente indiciado” pela prática de crime de incêndio numa moradia unifamiliar devoluta, ocorrido a 30 de julho, na Póvoa de Varzim, anunciou hoje aquela força.

Em comunicado, a PJ esclarece que “o fogo terá sido provocado pelo suspeito num aparente quadro de desequilíbrio mental, consumo de estupefacientes e álcool e frequente conflitualidade”.

“Ao início da tarde do dia 30 de julho, o suspeito terá provocado a ignição do recheio de uma habitação onde já pernoitou, localizada junto ao Mercado Municipal da cidade, com recurso a um isqueiro, após um episódio de tentativa de furto no interior da mesma e discussão com outros indigentes que clandestinamente ocupam a casa e dali o haviam expulsado”, refere a PJ.

Devido ao incêndio, “o interior da residência ficou seriamente destruído”, acrescenta a PJ, salientando a pronta intervenção dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim, cujo quartel fica próximo, que evitou a sua destruição completa.

Sublinha que, além de afetar consideravelmente a habitação, o incêndio colocou em perigo as habitações confinantes.

Nesta operação, a PJ contou com a colaboração da PSP.

O detido, de 49 anos, estrangeiro, vai ser presente à competente autoridade judiciária para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

+ notícias: Norte

Estrada A29 reaberta nove horas depois de ter sido cortada em Gaia

A circulação no sentido sul/norte da A29, em São Félix da Marinha (Gaia), foi esta terça-feira retomada às 16h20, nove horas após o corte devido a um acidente com um pesado e cinco ligeiros, disseram fontes oficiais.

Leça da Palmeira: Monte de Santana pode estar a colocar em risco moradores

Os moradores que vivem junto ao Monte de Santana, em Leça da Palmeira, estão alarmados com a constante queda de pedras do talude. A Câmara Municipal de Matosinhos diz que essa parte do terreno é responsabilidade dos moradores e não da autarquia mas garante que não há perigo de derrocada. Ainda assim, quem ali mora, sente-se inseguro.

Greve paralisou Metro do Porto com adesão de "98 a 99%"

A greve desta segunda-feira dos "cerca de 200" profissionais da ViaPorto ao serviço da Metro do Porto teve uma "adesão entre os 98% e os 99%", levando a uma paralisação quase total, segundo o sindicato.

Atualizado 11-12-2018 11:30

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.