Info

Rapaz sofre amputação “quase total” de mão com rachador de lenha em Arcos de Valdevez

Rapaz sofre amputação “quase total” de mão com rachador de lenha em Arcos de Valdevez
| Norte
Porto Canal com Lusa

Um jovem de 15 anos sofreu esta quarta-feira uma amputação "quase total" da mão direita num acidente em Arcos de Valdevez, com um rachador de lenha, tendo sido transportado, em estado grave para o hospital, disse fonte dos bombeiros locais.

Em declarações à agência Lusa, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Arcos de Valdevez, Filipe Guimarães, adiantou que "o rapaz, de 15 anos, foi transportado para a unidade de emergência pediátrica do hospital de São João, no Porto, com acompanhamento da Viatura de Emergência Médica (VMER), estacionado no hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo".

O acidente ocorreu cerca das 12h11, na freguesia de Távora, Santa Maria e São Vicente, concelho de Arcos de Valdevez, distrito de Viana do Castelo.

Segundo Filipe Guimarães "o acidente, que envolveu um rachador de lenha acoplado a um trator, deu-se quando o rapaz se encontrava a explicar a um colega de trabalho do pai como funcionava o aparelho".

Ao local compareceram seis operacionais e três viaturas dos Bombeiros de Arcos de Valdevez, uma ambulância VMER e a viatura de Suporte Imediato de Vida (SIV).

+ notícias: Norte

Incêndio em Barcelos tem ainda uma frente ativa

O incêndio que deflagrou este sábado em Tamel, na freguesia de Santa Leocádia, concelho de Barcelos, continua com uma frente ativa, estando no terreno 120 elementos apoiados por 32 viaturas, disse a comandante Marinha Esteves, da Proteção Civil de Braga.

Lesados do BES esperam Presidente da República no Porto com bandeiras negras em protesto ruidoso

Um grupo de lesados do BES/Novo Banco espera este sábado, com tambores, campainhas e bandeiras negras, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no Porto, para pedir que interceda no sentido de recuperarem "as poupanças de uma vida".

Bombeiros Voluntários de Lourosa exigem demissão da direção e ameaçam abandonar serviço

O corpo ativo dos Bombeiros Voluntários de Lourosa, em Santa Maria da Feira exige a demissão da direção e ameaça abandonar o serviço.A guerra entre ambas as partes já dura há vários anos, mas viu-se agora potenciada pela demissão do comando.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.