Info

Fogo de Monchique já destruiu mais de 21.300 hectares

Fogo de Monchique já destruiu mais de 21.300 hectares
| País
Porto Canal com Lusa

O incêndio que deflagrou na sexta-feira em Monchique já destruiu mais de 21.300 hectares, metade da área ardida na região em 2003, segundo o Sistema Europeu de Informação de Incêndios Florestais (EFFIS).

De acordo com os dados europeus, no incêndio que começou em Perna da Negra (Monchique) arderam até hoje 21.305 hectares, metade dos 41 mil que o fogo tinha destruído na mesma região em 2003 nos concelhos de Monchique, Portimão, Aljezur e Lagos.

O fogo de Monchique já destruiu quatro vezes mais do que a área ardida este ano até 15 de julho (5.327 hectares).

O maior incêndio em termos de área ardida que este ano se tinha verificado até à semana passada em território nacional foi o da Guarda, em fevereiro, que queimou 86 hectares.

No ano passado, as chamas destruíram mais de 440 mil hectares, o pior ano de sempre em Portugal, segundo dados do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Quanto aos maiores incêndios em termos de área ardida no ano passado, no topo da lista aparece o que teve origem no dia 15 de outubro, em Seia/Sandomil, no distrito da Guarda, que destruiu 43.191 hectares.

Os incêndios do ano passado fizeram mais de uma centena de vítimas mortais, milhares de hectares de floresta destruída e milhões de euros de prejuízos.

Pelas 10:15, segundo o 'site' da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), combatiam as chamas em Monchique 1.425 operacionais, apoiados por 446 viaturas e nove meios aéreos.

O incêndio de Monchique já provocou 32 feridos, um deles grave, e obrigou a evacuar diversos aglomerados populacionais e uma unidade hoteleira.

+ notícias: País

Ministro acusa Liga dos Bombeiros de ser "absolutamente irresponsável"

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, acusou este domingo a Liga dos Bombeiros Portugueses de ser “absolutamente irresponsável” por poder colocar em causa a segurança das pessoas ao abandonar a Autoridade de Proteção Civil (ANPC).

Atualizado 09-12-2018 13:55

Fim das faturas em papel pouparia 280 mil árvores de serem cortadas por ano

O fim das faturas em papel poderá significar menos 281 mil árvores cortadas por ano, o equivalente a uma floresta do tamanho de 281 campos de futebol, segundo uma estimativa da associação ambientalista Zero.

Sete distritos com aviso amarelo a partir das 14h00 devido a agitação marítima

Sete distritos portugueses vão estar sob aviso amarelo devido a agitação marítima das 14h00 deste domingo até às 08h00 de segunda-feira, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS