Info

Produtores de leite marcam manifestação junto à Lactogal no Porto contra administração

Produtores de leite marcam manifestação junto à Lactogal no Porto contra administração
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Associação dos Produtores de Leite de Portugal (Aprolep) anunciou esta terça-feira que pretende quinta-feira, numa manifestação marcada para junto da Lactogal, no Porto, exigir a demissão dos atuais administradores da empresa em nome de "melhores estratégias para o setor".

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Aprolep, Jorge Oliveira, afirmou que "há uma falta de estratégia na atual direção da Lactogal" no que diz respeito ao escoamento do leite, o que tem causado, afirmou o responsável, "sérios constrangimentos e dificuldades financeiras para os produtores".

Confrontada com estas afirmações, a Lactogal referiu, em resposta escrita enviada à Lusa, que "o preço que a paga pelo leite é superior ao que paga o mercado em Portugal e em Espanha, sendo, durante o corrente ano, superior em 7% face ao período homólogo do ano passado".

Mas a Aprolep vinca que "não tem havido um rumo nem uma estratégia para o escoamento do leite" e critica a decisão de reduzir o preço do leite em um cêntimo por litro, avançando que além da manifestação de quinta-feira "estão pensadas outras ações que visam a defesa do setor e a denuncia das más condições atuais dos produtores".

"Com esta descida, há ainda mais dificuldades. Muitas explorações podem vir a fechar. Agora o objetivo é que nos ouçam. Não podemos baixar os braços. E a nossa intenção é que os administradores se demitam. Já não têm capacidade. Foram bons no seu tempo e agora já não estão capazes de lidar com os desafios atuais", disse Jorge Oliveira.

O responsável da Aprolep apontou ainda que têm sido feitos "pedidos de ajuda ao Governo", lamentando que este, disse, "sejam em vão".

Já no comunicado que acompanha o anúncio da manifestação remetido às redações, a associação avança que a iniciativa vai decorrer quinta-feira entre as 12:00 e as 14:00 hora junto à sede da Lactogal no Porto.

A manifestação é convocada por várias associações e cooperativas agrícolas, tendo como objetivo "demonstrar a revolta dos produtores face a mais uma descida do preço do leite depois de a Lactogal em 2017, ano difícil para a produção, ter arrecadado cerca de 44 milhões de euros de lucro"

"Fartos da falta de estratégia da Lactogal, os produtores de leite exigem mudanças na liderança da empresa, o aumento urgente do preço do leite ao produtor e a redução dos salários milionários dos administradores", lê-se na nota.

Por sua vez, a Lactogal, na sua resposta à Lusa, explicou que "paga o leite diretamente aos seus fornecedores cooperativas e uniões de cooperativas, não lhe competindo definir os preços que estas entidades decidem pagar aos produtores" e descreveu que "por força do seu pacto social, absorve todo o leite que as estruturas cooperativas que participam nos órgãos sociais da empresa e do grupo lhe entregam".

"Por esta via aflui à Lactogal uma fatia muito expressiva do leite produzido em Portugal, tendo, em 2017, a empresa adquirido 55% da totalidade da produção de leite português, garantindo o escoamento da totalidade das produções leiteiras das explorações, cuja recolha é realizada pelas cooperativas suas acionistas", descreve a empresa.

A Lactogal aponta que "os tempos estão particularmente desafiadores para o setor lácteo", mencionando que "no ano de 2017 as estatísticas divulgadas relativas às entregas de leite de vaca efetuadas à indústria para transformação apontavam para um crescimento na União Europeia de cerca de 1%".

"Em Portugal, o acréscimo foi de 0,1% e a produção na Região Autónoma dos Açores atingiu o volume mais elevado de sempre", refere a resposta, acrescentando que "a verdade é que, apesar de se conhecerem as condicionantes do mercado desde 2015, a oferta de leite não parou de aumentar e o mercado mundial lácteo está saturado".

"Esta realidade confronta a empresa com a dificuldade em conciliar o escoamento integral do leite recolhido relativamente às oportunidades proporcionadas pelo mercado, pelo que, o excedente estrutural da produção é incompatível com a valorização dessa mesma produção", completa a Lactogal.

+ notícias: Norte

Presidente do Turismo do Norte volta ao TIC por alegada viciação de contratos

O presidente do Turismo Porto e Norte de Portugal, um dos cinco detidos por alegada viciação de procedimentos de contratação pública, voltou ao Tribunal de Instrução Criminal (TIC), após uma primeira inquirição finda na madrugada deste sábado.

Autores de inquérito polémico a alunos do Porto diz que escola tinha conhecimento prévio

A associação que distribuiu um inquérito a alunos do 5.º ano com perguntas sobre opções sexuais garante que todos os materiais trabalhados com menores de idade são do conhecimento prévio das direções escolares.

Paradas buscas no mar dos três pescadores desparecidos ao largo de Espinho

As buscas no mar para tentar localizar três pescadores desaparecidos desde segunda-feira ao largo de Esmoriz, Espinho, pararam na sexta-feira, prosseguindo as operações na zona costeira.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.