Info

Criminalidade violenta e grave diminuiu 8% no Porto até junho de 2018

| Norte
Porto Canal com Lusa

A criminalidade geral aumentou cinco por cento e a violenta e grave caiu oito por cento nos primeiros seis meses de 2018 no Porto, comparativamente a igual período de 2017, anunciou esta segunda-feira o comandante do Comando Metropolitano da PSP.

Atualizado 07-08-2018 11:43

Numa intervenção durante as comemorações do 151.º aniversário do Comando Metropolitano do Porto, Miguel Mendes, aproveitou o facto de a sua comissão de serviço estar a terminar para fazer um balanço, indicando que a descida de 8 por cento representa o número mais baixo desde 2013.

Segundo o responsável, até junho de 2018 registaram-se "menos 9% de crimes de proatividade e menos cerca de 11% de detenções face a 2017".

Considerando ter o Comando Metropolitano do Porto (CMP) "contribuído em 5% para a redução da criminalidade violenta e grave", Miguel Mendes apontou "um défice de proatividade com 12%" e deu ainda conta de 13.809 detenções entre 2015 e 2018.

Enfatizando que "todos estes resultados foram conseguidos com menos perto de 120 polícias", o comandante deu ainda conta de haver esquadras em "risco de perturbação de atividade", uma vez que um quarto do seu efetivo "tem mais de 55 anos", o que pode significar, a curto prazo, "uma perda operacional significativa".

O Diretor Nacional da PSP, Luís Farinha, mostrou-se confiante nos "esforços do Estado" para responder às necessidades do setor, destacando que nos "últimos 20 anos a matriz das ameaças se modificou", reivindicando, por isso, "um investimento em tecnologias modernas" para esse combate.

A cerimónia contou com a presença da secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, que assinalou "o esforço do Governo" não só para dotar as forças policiais dos meios necessários à sua atividade como, nomeadamente, os previstos para o distrito do Porto.

Defendendo o "fim do tabu" do acesso das forças de segurança "às imagens privadas", enfatizou "não haver razão nenhuma" para que isso não seja feito em contexto de investigação.

+ notícias: Norte

Dois feridos e habitação destruída num incêndio numa "ilha" do Porto

Um homem e uma mulher sofreram este sábado ferimentos por queimaduras e inalação de fumos na sequência de um incêndio que destruiu uma casa de uma "ilha" do Porto (habitação de origem operária, típica da cidade), disse fonte dos Bombeiros.

GNR detém quatro suspeitos de tráfico de droga e apreende 8.500 doses em Santo Tirso

A Guarda Nacional Republicana (GNR) anunciou este sábado que deteve quatro homens em Santo Tirso (Porto) pertencentes "a uma rede organizada de tráfico de droga" que abastecia Valongo, Amarante e Marco de Canaveses (Porto), e apreendeu 8.500 doses de droga.

Alfaiate: uma profissão em extinção

Quarenta anos separam Manuel Rocha e Manuel Teles, ambos alfaiates, um há 77 anos e outro há apenas dez anos. Os dois estão na arte por paixão e lamentam a falta de seguidores e de escolas de formação.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.